“MEMENTO, HOMO, QUIíA PULVIS ES ET IN PULVEREM REVERTERIS. ”



ARTE TUMULAR

Existe um tipo de arte que poucas pessoas conhecem, a chamada arte tumular. Deixando-se de lado o preconceito e a superstição, encontraremos nos cemitérios, trabalhos esculpidos em granito, mármore e bronze de personalidades que marcaram época. É um verdadeiro acervo escultórico e arquitetônico a céu aberto, guardando os restos mortais de muitas personalidades imortais de nossa história, onde a morte se torna um grande espetáculo da vida neste lugar de maravilhosas obras de arte e de grande valor histórico e cultural. Através da representação, a simbologia de saudades, amor, tristeza, nobreza, respeito, inocência, sofrimento, dor, reflexão, arrependimento, dá sentido às vidas passadas. No cemitério, a arte tumular é uma forma de cultura preservada no silencio e que não deverá ser temida, mas sim contempladas.



INICIE A MUSICA

PESQUISAR: COLOQUE O NOME DO PERSONAGEM

7 de out de 2013

ZACARIAS SACERDOTE - Arte Tumular - 875 - he tombs of Bene Hezir and Zechariah, Jerusalem, Israel




ARTE TUMULAR
O Túmulo de Zacarias é um antigo monumento de pedra junto ao Túmulo Bnei Hazir. 
DESCRIÇÃO
 O túmulo é um monólito, completamente esculpido em rocha maciça e não contém uma câmara funerária. A parte mais baixa do monumento é uma crepidoma, uma base feita em três etapas. Acima dela há uma estilóbato, sobre a qual existe uma decoração de duas colunas jônicas entre duas colunas e meia jônicas; nos cantos existem duas pilastras. Os capitéis são da ordem jônica e estão decorados com uma decoração de ovo e dardo. A parte superior do monumento possuí um estilo egípcio cornija sobre a qual se tem uma pirâmide. Curiosamente a multa de alvenaria e decoração que é visível no lado ocidental, a fachada, está no lado ocidental sozinho. Nos outros lados do túmulo do trabalho é extremamente áspero e inacabado, parece como se o trabalho foi abruptamente interrompido antes que os artistas pudessem terminar o trabalho. 
IDENTIFICAÇÃO DO TÚMULO
 De acordo com a tradição religiosa judaica, que é sugerida pela primeira vez pelos 1.215 escritos de Menahem haHebroni, este é o túmulo do sacerdote Zacarias, um número que o Livro de Crônicas alega ter sido apedrejado: "E o Espírito de Deus se apoderou de Zacarias, filho de Joiada, o sacerdote, que estava acima do povo, e disse-lhes: Assim diz Deus: Por que transgredis os mandamentos do Senhor, que vós não podeis prosperar? Porquanto abandonastes o Senhor, também ele vos abandonou. E eles conspiraram contra ele, e o apedrejaram por mandado do rei, no pátio da casa do Senhor." Não há provas documentais para validar a reivindicação tradicional, e não contém um corpo como ele é um objeto sólido esculpido na rocha .



Local: The tombs of Bene Hezir and Zechariah, Jerusalem, Israel
Fonte: pt.wikipedia.org
Formatação: Helio Rubiales


PERSONAGEM
Zacarias (em árabe: زكريا - Zakariya) foi, segundo a Bíblia, um sacerdote do Templo de Jerusalém, pai de João Batista e esposo de Isabel. É considerado um dos profetas no Alcorão, onde é mencionado como o protetor de Maria, mãe de Isa (como Jesus é conhecido no islamismo).
A VIDA DE ZACARIAS ANTES DE JOÃO BATISTA
 De acordo com o Evangelho de Lucas, o terceiro livro do Novo Testamento da Bíblia, Zacarias e Isabel eram pessoas consideradas justas diante de Deus, "vivendo irrepreensivelmente em todos os mandamentos e preceitos do Senhor". Porém, não tinham filhos porque Isabel era estéril.
O0 ANÚNCIO DO NASCIMENTO DE JOÃO BATISTA
Nos tempos do rei Herodes, quando o casal já se encontrava em idade avançada, o Arcanjo Gabriel apareceu a Zacarias quando este se encontrava no templo oferecendo incenso, anunciando que Isabel iria ter um filho e que se chamaria João. Tendo Zacarias duvidado da promessa por causa de sua idade avançada e de sua esposa, o anjo fez com que ficasse mudo até o nascimento da criança. Isabel então concebeu, tendo então se ocultado das vistas das pessoas pelo lapso de cinco meses.
O ENCONTRO DE ISABEL COM MARIA
 No sexto mês de gestação de Isabel, sua prima Maria também recebeu uma promessa através do anjo Gabriel e concebeu do Espírito Santo e, quando esperava Jesus em seu ventre, foi visitá-la nas montanhas de Judá. Segundo Lucas, no momento em que Maria entrou na casa de Zacarias, ao saudar sua prima, João Batista teria pulado em seu ventre e ela ficou cheia do Espírito Santo.
O NASCIMENTO DE JOÃO BATISTA
 Quando a criança nasceu e foi circuncidada ao oitavo dia, segundo a tradição judaica, as pessoas desejavam que o menino recebesse o nome do pai. Isabel responde que o nome do filho seria João. Zacarias então confirma as palavras de Isabel escrevendo o seu nome em uma tábua, conforme o anjo havia lhe determinado, e naquele mesmo instante recupera a sua fala, começando a louvar a Deus.
A VIDA DE ZACARIAS APÓS O NASCIMENTO DO FILHO
 A partir de então, a Bíblia nada mais fala a respeito da vida de Zacarias e de Isabel, tendo Lucas limitado a dizer que o João Batista crescia, e se robustecia em espírito, e esteve nos desertos até ao dia em que havia de mostrar-se a Israel. Contudo, a tradição do catolicismo diz que Zacarias e Isabel teriam acompanhado a educação do filho, fazendo da criança um nazireu, vindo a falecer em 12 d.C., quando João teria entre 18 a 19 anos de idade. No Proto-Evangelho de Tiago, Zacarias é morto logo que Cristo nasce, na passagem dos Santos Inocentes Mártires . Como o exército de Herodes também queria matar a João Batista, que estava escondido numa caverna nas montanhas com sua mãe Isabel, os soldados o interrogaram sobre o paradeiro da criança. .
NO ISLÃ
 Zakariya (em árabe: زكريا), ou Zacarias, é um dos profetas mencionados no Alcorão. Era pai de João Batista, e também é mencionado no Alcorão como o protetor de Maria, mãe de Isa.
MORTE
Ao dizer aos soldados que não sabia do paradeiro do filho, foi morto (Cap. XXIII). Acredita-se que ele foi sepultado na Grande Mesquita de Alepo, Alepo na Síria;
Fonte: pt.wikipedia.org
Formatação: Helio Rubiales

Nenhum comentário: