“MEMENTO, HOMO, QUIíA PULVIS ES ET IN PULVEREM REVERTERIS. ”



ARTE TUMULAR

Existe um tipo de arte que poucas pessoas conhecem, a chamada arte tumular. Deixando-se de lado o preconceito e a superstição, encontraremos nos cemitérios, trabalhos esculpidos em granito, mármore e bronze de personalidades que marcaram época. É um verdadeiro acervo escultórico e arquitetônico a céu aberto, guardando os restos mortais de muitas personalidades imortais de nossa história, onde a morte se torna um grande espetáculo da vida neste lugar de maravilhosas obras de arte e de grande valor histórico e cultural. Através da representação, a simbologia de saudades, amor, tristeza, nobreza, respeito, inocência, sofrimento, dor, reflexão, arrependimento, dá sentido às vidas passadas. No cemitério, a arte tumular é uma forma de cultura preservada no silencio e que não deverá ser temida, mas sim contempladas.



INICIE A MUSICA

PESQUISAR: COLOQUE O NOME DO PERSONAGEM

28 de fev de 2012

GEORGE REEVES - Arte Tumular - 739 - Mountain View Cemetery and Mausoleum ,Altadena,Los Angeles County,California, USA

                                        





ARTE TUMULAR
No corredor  "sunrise" do Mausoléu Pasadena, na cripta vertical, destaca-se a tampa com uma placa de mármore com a inscrição "Para meu querido filho, George Bessolo Reeves, o Super-Homem" , acompanhada das respectivas datas.
Local: Mountain View Cemetery and Mausoleum ,Altadena,Los Angeles County,California, USA
Plot: Pasadena Mausoleum, Sunrise Corridor
Fotos: Katzizkeinz, A.J.Marik, Denis Svoboda e Anneabe
Descrição tumnular: Helio Rubiales

PERSONAGEM
George Reeves, pseudônimo de George Keefer Brewer (Woolstock, Iowa, 5 de janeiro de 1914 — 16 de junho de 1959) foi um ator americano, famoso por interpretar o personagem Super-Homem numa telessérie nos anos 1950.
Morreu aos 45 anos de idade.
SINOPSE ARTÍSTICA
Estudou no Playhouse Famed de Pasadena, Califórnia, para formação de atores. Antes de iniciar a carreira como ator, dedicou-se ao Boxe e também a música. Em Pasadena, foi colega de colégio de Victor Mature, no Playhouse Famed, onde foi descoberto por algum caça-talento. Foi escolhido para o papel de Stuart Tarleton, um dos jovens ricos sulistas que cortejava Scarlet O’Hara(Vivien Leigh) no clássico E o Vento Levou…. Nos dez anos seguintes, fez contrato com os estúdios da Warner Brothers, Fox e Paramount.
Em 1943, quando já conseguia fazer seu nome no estrelato, Reeves foi convocado para o serviço de guerra durante a II Guerra Mundial, tendo que interromper, temporariamente, sua carreira. Com o fim da Guerra, Reeves voltou a Hollywood, mas sua carreira nunca mais chegou ao mesmo nível de antes. As dificuldades de se auto-afirmar na carreira de ator o fizeram conduzir para Nova York, para participar de programas de televisão ao vivo (não havia naquela ocasião ainda o vídeo tape).
Foi justamente na televisão que George conseguiu definitivamente a fama que quase havia conseguido no cinema, porque foi escolhido para interpretar o fabuloso Homem de aço das histórias em quadrinhos para a série de TV, Adventures of Superman, a partir de 23 de Novembro de 1951. Reeves lembrava muito os traços executados por desenhistas de quadrinhos do super-herói da década de 1940/50, sobretudo por causa de um leve topete "pega-rapaz", e um queixo voluntarioso.
Conseguiu alguns papéis menores em outros filmes clássicos do cinema, como A um Passo da Eternidade(1953, com Burt Lancaster ) enquanto fazia a série do Super-Homem, mas na maior parte de sua carreira foi personificando o herói de Krypton.

George Reeves alcançou fama e dinheiro (na época ele ganhava 2.500 dólares por semana). O sucesso era principalmente com as mulheres e crianças. Curiosamente, segundo sua biografia, ele evitava contato com as crianças, porque elas sempre queriam partir para a agressão com a idéia de testar a invulnerabilidade do ator. Ficou famoso e rico, mas fora isso os únicos trabalhos que ele conseguia eram comerciais de cereais ou então apresentações de luta-livre. A série de televisão do "Homem de Aço" durou até 1958.
VIDA PESSOAL
O nome verdadeiro do ator George Reeves era George Keefer Brewer, mas ao ser adotado pelo padrasto, recebeu o nome de George Bessolo
Casou-se com Ellanora Needles em 1940, permanecendo casado com ela até 1950. O casal não teve filhos.
Era visto com a roupa de Super-Homem visitando hospitais e dando atenção a crianças vitimadas de Câncer. Na Televisão americana, já naquela época havia programas assistencialistas como "A Cidade da Esperança" e "Telethons", e Reeves fazia questão de participar como o Super-Homem. Uma curiosidade sobre Reeves e as crianças, é que Reeves era cauteloso quando se tratava de desempenhar Superman com crianças, pois muitas delas tinham o costume de testar sua "invencibilidade" agredindo-o com socos e pontapés.
MORTE
Em 16 de junho de 1959, George Reeves foi encontrado morto com um tiro na cabeça em sua casa em Los Angeles. Com a morte, rumores surgiram com as hipóteses de que o ator teria sido assassinado ou cometido suicídio. A hipótese de suicídio baseava-se no fato de que o cancelamento da série As Aventuras do Super-Homem, em 1958, teria deixado-o deprimido por não conseguir outros trabalhos, haja vista que sua imagem estaria fortemente associada ao personagem. Já a hipótese de assassinato era em razão dos rumores de um relacionamento amoroso com a esposa de um chefão de estúdio.
A investigação da polícia chegou à conclusão de que o ator cometera suicídio. Porém, para os amigos do ator, a sua morte estava diretamente ligada ao romance que Reeves manteve, durante anos, com Toni Mannix, que era casada com E.J. Mannix, até então um dos executivos mais poderosos da Metro-Goldwyn-Mayer. A hipótese de assassinato nunca foi provada.
Em seu túmulo, no Mausoléu de Pasadena, localizado no Cemitério do Mountain View, em Altadena, Califórnia, encontra-se a seguinte inscrição: "Para meu querido filho, George Bessolo Reeves, o Super-Homem" , homenagem feita por seu padastro.
Fonte: pt.wikipedia.org
Formatação: Helio Rubiales

Nenhum comentário: