“MEMENTO, HOMO, QUIíA PULVIS ES ET IN PULVEREM REVERTERIS. ”



ARTE TUMULAR

Existe um tipo de arte que poucas pessoas conhecem, a chamada arte tumular. Deixando-se de lado o preconceito e a superstição, encontraremos nos cemitérios, trabalhos esculpidos em granito, mármore e bronze de personalidades que marcaram época. É um verdadeiro acervo escultórico e arquitetônico a céu aberto, guardando os restos mortais de muitas personalidades imortais de nossa história, onde a morte se torna um grande espetáculo da vida neste lugar de maravilhosas obras de arte e de grande valor histórico e cultural. Através da representação, a simbologia de saudades, amor, tristeza, nobreza, respeito, inocência, sofrimento, dor, reflexão, arrependimento, dá sentido às vidas passadas. No cemitério, a arte tumular é uma forma de cultura preservada no silencio e que não deverá ser temida, mas sim contempladas.



INICIE A MUSICA

PESQUISAR: COLOQUE O NOME DO PERSONAGEM

14 de ago de 2011

SÃO MARCOS EVANGELISTA - Arte Tumular - 542 - Basílica de São Marcos, Veneza, Itália


ARTE TUMULAR
No altar-mor da Basílica encontra-se o sarcófago com as suas relíquias
Local: Basílica de São Marcos, Veneza, Itália
Fotos: santossanctorum.blogspot.com, Wikipedia.common
Descrição tumular: Helio Rubiales

PERSONAGEM
São Marcos Evangelista (em grego: Μάρκος; em hebraico: מרקוס; em árabe egípcio: مرقص; c.10 a.c. — Alexandria, 25 de Abril de 68) é o nome tradicional do autor de um dos Evangelhos. Ele é também um dos Setenta Discípulos e é considerado o fundador da Igreja de Alexandria, uma das principais sedes do Cristianismo primitivo.
Morreu aos 78 anos de idade.
HISTÓRIA
De acordo com Eusébio de Cesareia (Hist. Ecl. II.9.1-4), Herodes Agripa I em seu primeiro de governo sob toda a Judeia (41 d.C.) matou Tiago, filho de Zebedeu, e prendeu Pedro, planejando matá-lo após a Páscoa judaica. Pedro foi salvo milagrosamente por anjos e escapou do reino de Herodes (Atos 12:1-19). Depois de muitas viagens pela Ásia Menor e pela Síria, ele chegou em Roma no segundo ano do imperador Cláudio (42 d.C.). Em algum ponto pelo caminho, Pedro encontrou Marcos, o evangelista, restaurou sua fé , e tomou-o como companheiro de viagem e intérprete. A pregação de Pedro na cidade teve tanto sucesso que ele foi presenteado pelos habitantes da cidade com uma estátua e, a pedidos da população, Marcos escreveu os sermões de Pedro, compondo assim o Evangelho segundo Marcos (Hist. Ecl. II 15 e 16) antes de partir para Alexandria no terceiro ano de Cláudio (43 d.C.).
Lá, ele fundou a Igreja de Alexandria, cuja sucessão até os dias de hoje é alegada por diversas diferentes denominações , mas principalmente pela Igreja Ortodoxa Copta. Aspectos da liturgia copta podem referenciados ao próprio São Marcos. Ele então se tornou o primeiro bispo de Alexandria e tem a honra de ser também o fundador do Cristianismo na África.
Ainda de acordo com Eusébio (Hist. Ecl. II 24.1), o sucessor de Marcos como bispo de Alexandria foi Aniano, no oitavo ano do imperador Nero (62-63 d.C.), provavelmente (mas não certamente) por conta de sua morte..
A evidência de que o autor do Evangelho que tem o seu nome é Marcos vem de Pápias de Hierápolis, nos fragmentos de sua "Exposição dos oráculos do Senhor"
DESTINO DE SUAS RELÍQUIAS
Em 828 d.C., relíquias que se acredita serem de São Marcos foram roubadas em Alexandria por dois mercadores venezianos e levadas para Veneza, que tinha Teodoro de Amásia como padroeiro.

Ficheiro:Mosaics of San Marco in Venice 3.jpg
Corpo de São Marcos chegando à Veneza.
Mosaico na fachada da Basílica de São Marcos.
Uma basílica foi construída para guardá-las, chamada de Basílica de São Marcos. Há um mosaico nela mostrando os marinheiros cobrindo as relíquias com carne de porco para que os muçulmanos, senhores de Alexandria, impedidos de tocar nela, não inspecionassem a carga.
O coptas acreditam que a cabeça do santo permaneceu em Alexandria. Todos os anos, no trigésimo dia do mês de Paopi, a Igreja Ortodoxa Copta comemora a consagração da igreja de São Marcos e o aparecimento da cabeça do santo na cidade. Esta cerimônia ocorre na Catedral Ortodoxa Copta de São Marcos, onde a cabeça do santo está preservada.
Em 1063, durante a consagração da Basílica de São Marcos, as relíquias do santo não puderam ser encontradas. Porém, de acordo com a tradição, em 1094, o santo pessoalmente revelou a localização de seus restos mortais estendendo o braço a partir de um pilar . Estes restos recém-encontrados foram colocados num sarcófago na basílica
MORTE
Tradições coptas posteriores dizem que ele foi martirizado em 68 d.C. Conta esta tradição que eles colocaram uma corda à volta de seu pescoço e o arrataram pelas ruas até que estivesse morto.
Fonte:pt.wikipedia.org

DÚVIDAS
O venerado túmulo de São Marcos em Veneza poderia conter não os restos mortais do evangelista, mas sim o corpo de Alexandre Magno. O historiador britânico Andrew Chugg, especialista no lendário rei da Macedônia, acredita ter localizado os ossos do famoso conquistador, elucidando um mistério que nenhum arqueólogo tinha conseguido decifrar até hoje.
Andrew Chugg sustenta que a confusão histórica sobre o destino do corpo do mítico guerreiro se deve ao fato de Alexandre ter sido disfarçado de São Marcos para evitar que seu corpo fosse destruído durante uma insurreição cristã.
Na opinião do especialista, se isso for verdade, então os restos mortais de Alexandre e não os de São Marcos foram roubados por mercadores venezianos cerca de quatro séculos mais tarde para devolvê-los a sua cidade natal.
Fonte:http://noticias.terra.com.br/ciencia/interna/0,,OI324833-EI295,00.html

Formatação: Helio Rubiales

Nenhum comentário: