“MEMENTO, HOMO, QUIíA PULVIS ES ET IN PULVEREM REVERTERIS. ”



ARTE TUMULAR

Existe um tipo de arte que poucas pessoas conhecem, a chamada arte tumular. Deixando-se de lado o preconceito e a superstição, encontraremos nos cemitérios, trabalhos esculpidos em granito, mármore e bronze de personalidades que marcaram época. É um verdadeiro acervo escultórico e arquitetônico a céu aberto, guardando os restos mortais de muitas personalidades imortais de nossa história, onde a morte se torna um grande espetáculo da vida neste lugar de maravilhosas obras de arte e de grande valor histórico e cultural. Através da representação, a simbologia de saudades, amor, tristeza, nobreza, respeito, inocência, sofrimento, dor, reflexão, arrependimento, dá sentido às vidas passadas. No cemitério, a arte tumular é uma forma de cultura preservada no silencio e que não deverá ser temida, mas sim contempladas.



INICIE A MUSICA

PESQUISAR: COLOQUE O NOME DO PERSONAGEM

26 de ago de 2011

FRANZ von PAPEN - Arte Tumular - 595 - Wallerfangen Friedhof ,Wallerfangen, Germany.




ARTE TUMULAR
Base tumular com o brasão heráldico da família, donde se ergue uma cruz uma cruz latina. No piso uma placa de mármore  (lápide) com o seu nome e datas gravados.

Local: Wallerfangen Friedhof ,Wallerfangen, Germany.
Fotos: Eman Bonnici
Descrição tumular: Helio Rubiales
PEROSONAGEM
Franz Joseph Hermann Michael Maria von Papen (Werl, 29 de Outubro de 1879 — Sasbach, 2 de Maio de 1969) foi um político alemão.
Morreu aos 89 anos de idade.
SINOPSE
De ascendência nobre, oficial general e diplomata, ocupou o cargo de Reichskanzler (Chanceler da República de Weimar), de 1 de Junho de 1932 a 17 de Novembro de 1932, e como vice-chanceler sob Adolf Hitler em 1933-1934. Um membro do Partido do Centro Católico até 1932, ele foi um dos membros mais influentes da Camarilla do presidente Paul von Hindenburg no final da República de Weimar .
Foi um político de caráter dúbio, como é mostrado na obra Ascensão e Queda do Terceiro Reich. Se, por um lado, lutou com unhas e dentes contra os nazistas, durante a época em que ocupou a chancelaria, por outro, após a ascensão dos nazis, foi um dos seus aliados incondiconais.
Acreditava que Hitler poderia ser controlado, uma vez que ele estava no governo, convenceu Hindenburg a pôr de lado seus escrúpulos e aprovar Hitler como chanceler. No entanto, Papen e seus aliados foram rapidamente marginalizados por Hitler e ele deixou o governo após a Noite das Facas Longas , durante o qual alguns dos seus confidentes foram mortos pelos nazista.
BIOGRAFIA
Nascido em uma rica e nobre família católica romana em Werl , província de Vestfália , filho de Friedrich von Papen zu Köningen (1839-1906) e sua esposa Anna Laura von Steffens (1852-1939), Papen foi educado como um oficial, incluindo um período como assistente militar no Palácio do Kaiser, antes de ingressar no exército alemão em março 1913. Ele entrou em serviço diplomático em dezembro de 1913 como um adido militar da embaixada alemã nos Estados Unidos . Ele viajou para o México (para o qual ele também foi credenciado) no início de 1914 e observou a Revolução Mexicana , retornando a Washington, DC sobre o surto da Primeira Guerra Mundial em agosto de 1914. Casou-se com Martha von Boch-Galhau (1880 - 1961) em 03 de maio de 1905.
MORTE
Franz von Papen morreu em Obersasbach , Alemanha Ocidental, em 02 de maio de 1969 com a idade de 89.
Fonte: en.wikipedia.org
Formatação: Helio Rubiales

Nenhum comentário: