“MEMENTO, HOMO, QUIíA PULVIS ES ET IN PULVEREM REVERTERIS. ”



ARTE TUMULAR

Existe um tipo de arte que poucas pessoas conhecem, a chamada arte tumular. Deixando-se de lado o preconceito e a superstição, encontraremos nos cemitérios, trabalhos esculpidos em granito, mármore e bronze de personalidades que marcaram época. É um verdadeiro acervo escultórico e arquitetônico a céu aberto, guardando os restos mortais de muitas personalidades imortais de nossa história, onde a morte se torna um grande espetáculo da vida neste lugar de maravilhosas obras de arte e de grande valor histórico e cultural. Através da representação, a simbologia de saudades, amor, tristeza, nobreza, respeito, inocência, sofrimento, dor, reflexão, arrependimento, dá sentido às vidas passadas. No cemitério, a arte tumular é uma forma de cultura preservada no silencio e que não deverá ser temida, mas sim contempladas.



INICIE A MUSICA

PESQUISAR: COLOQUE O NOME DO PERSONAGEM

24 de mai de 2011

SÃO JOSÉ MANYANET - Arte Tumular - 487 - Capela da Igreja Paroquial do Colégio Jesus, Maria e José, Barcelona, Espanha

Túmulo
Vista da capela
ARTE TUMULAR
Formando um altar de linhas retas formando o altar da capela está o seu túmulo. Na parte inferior do altar, entre a s duas colunas, uma placa de bronze com o nome do santo, ladeado pelo relevo de anjos, um de cada lado do nome.
Local: Capela da Igreja Paroquial do Colégio Jesus, Maria e José, Barcelona, Espanha
Fotos: Cesar da Rocha Pires
Descrição tumular: Helio Rubiales
PERSONAGEM
São José Manyanet y Vives (Josep em catalão, Tremp, Lérida, Espanha, 7 de janeiro de 1833 - Barcelona, Espanha, 17 de dezembro de 19010 foi um sacerdote católico catalão , que promoveu a construção do Templo Expiatório da Sagrada Família, o monumental e ainda inacabado magnum opus de Antoni Gaudí em Barcelona.
Morreu aos 68 anos de idade.
BIOGRAFIA
 Batizando no dia em que nasceu, ficou órfão de pai aos 20 meses. Aos 5 anos foi dedicado por sua mãe à Virgem de Valldeflors, patrona da sua cidade. Sob influência do sacerdote Valentín Lledós cultivou a sua vocação religiosa; trabalhou para pagar os estudos que fez na escola Pia de Barbastro e seminários diocesanos de Lérida e Seo de Urgel, e em 9 de abril de 1859 foi ordenado sacerdote.  Prestou serviço na diocese de Urgell, ocupando diversos cargos eclesiásticos.
Fundou duas congregações religiosas, a Congregação dos Filhos da Sagrada Família e a Congregação de Missionárias Filhas da Sagrada Família de Nazaré para levar a cabo o trabalho pastoral de promover o culto à Sagrada Família de Jesus de Nazaré e fomentar a educação cristã de crianças e jovens. Com tal propósito em mente, em 1875, depois de presenciar dois anos antes a proclamação da I República em Barcelona e voltar à sua terra natal após ter sido perseguido e obrigado a fechar uma das primeiras escolas nascentes (Sant Josep), voltou com a ambiciosa tarefa de fundar escolas dentro e nas proximidades de Barcelona, estendendo assim uma rede de escolas em diversas localidades da Catalunha e no resto de Espanha. Actualmente, as congregações também chamadas "Manyanetianos", têm asilos de órfãos, escolas e liceus em Espanha, Itália, Estados Unidos, Argentina, Colômbia, México, Brasil e Venezuela. Há vários colégios da Congregação dos Filhos da Sagrada Família que têm o seu nome, como o de Reus, o de Barcelona, o de Medellín e o de Alcobendas.
Fundou a revista "Sagrada Familia". Escreveu vários livros para propagar a devoção à Sagrada Família, e para a formação dos religiosos, das famílias e das crianças. Com o mesmo fim inspirou a construção do Templo da Sagrada Família de Barcelona.
MORTE
Morreu em 1901 em Barcelona aos 68 anos, afetado por grave e dolorosa doença.
Foi declarado beato pelo Papa João Paulo II em 25 de novembro de 1984, e canonizado em 16 de maio de 2004, pelo mesmo papa.
A data da sua festa é 16 de dezembro
Fonte: cesarjhs.blogspot.com (detalhes biográficos
          pt.wikipedia.org
Formatação: Helio Rubiales

Um comentário:

Sem. Cesar da Rocha Pires disse...

Parabéns pela postagem!!

São José Manyanet, rogai por nós!