“MEMENTO, HOMO, QUIíA PULVIS ES ET IN PULVEREM REVERTERIS. ”



ARTE TUMULAR

Existe um tipo de arte que poucas pessoas conhecem, a chamada arte tumular. Deixando-se de lado o preconceito e a superstição, encontraremos nos cemitérios, trabalhos esculpidos em granito, mármore e bronze de personalidades que marcaram época. É um verdadeiro acervo escultórico e arquitetônico a céu aberto, guardando os restos mortais de muitas personalidades imortais de nossa história, onde a morte se torna um grande espetáculo da vida neste lugar de maravilhosas obras de arte e de grande valor histórico e cultural. Através da representação, a simbologia de saudades, amor, tristeza, nobreza, respeito, inocência, sofrimento, dor, reflexão, arrependimento, dá sentido às vidas passadas. No cemitério, a arte tumular é uma forma de cultura preservada no silencio e que não deverá ser temida, mas sim contempladas.



INICIE A MUSICA

PESQUISAR: COLOQUE O NOME DO PERSONAGEM

20 de fev de 2010

GERALD FORD - Arte Tumular - 353 - Gerald R. Ford Museum ,Grand Rapids,Kent County,Michigan, USA

Precedido por
Richard Nixon
Seal of the President of the United States.svg
38.ºPresidente dos Estados Unidos
1974 – 1977
Sucedido por
Jimmy Carter

Lápide presidencial

Lápide tumular
Vista frontal


Vista lateral do memorial
Caminho
Entrada
ARTE TUMULAR
Um longo caminho ladeado por um gramado, leva ao complexo tumular em formato semicircular, contornado por uma parede feita com placas de concreto misturada com pedras de granito. De cada lado, nas extremidades do semicirculo destaca-se uma jardineira circular. Na parte central, como lápide com letras em bronze está escrito: “Lives Committed to God, Country and Love” (Vida Comprometida com Deus, Pátria e Amor). De casa lado está o presidente e a sua esposa, identificados com letras em bronze.
LOCAL: Gerald R. Ford Museum ,Grand Rapids,Kent County,Michigan, USA
Fotos:Dave, Michael Reed e Erik Lander.
Descrição Tumular:Helio Rubiales
PERSONAGEM
Gerald Rudolph Ford, Jr. (Omaha, 14 de Julho de 1913 — Rancho Mirage, 26 de dezembro de 2006) foi o quadragésimo (1973–1974) vice-presidente e o trigésimo-oitavo (1974–1977) presidente dos Estados Unidos. Nascido Leslie Lynch King, Jr., seu nome foi mudado depois da adoção.
BIOGRAFIA
Permanece ainda como o único a servir como presidente sem ser eleito, quer para a Presidência, quer para a Vice-Presidência, pois Spiro Agnew, vice-presidente de Nixon, também havia renunciado junto a este, depois de comprovado seu envolvimento com negócios ilícitos. Após assumir o cargo deixado vago por Richard Nixon, Ford fez um discurso no qual "anistiou o presidente Nixon de todos os crimes cometidos em sua presidência".
Foi derrotado pelo democrata Jimmy Carter na eleição presidencial de 1976. Em 14 de Julho de 2004 tornou-se o segundo presidente dos EUA, sucedendo a Reagan, a atingir o 91º aniversário. No dia 12 de Novembro de 2006, torna-se o ex-Presidente dos Estados Unidos com maior longevidade (93 anos e 121 dias, ultrapassando Ronald Reagan, que morreu com 93 anos e 120 dias).
Considerado, em retrospecto, um político honesto e ideologicamente moderado, que enfrentou inflação crescente, descrédito com o mundo da política, promoveu os Direitos Humanos no âmbito do Conselho da Europa, o fim do regime branco na antiga Rodésia (atual Zimbábue) e concluiu a saída dos EUA doVietnã. Ford construiu uma reputação como anticomunista e patriota. Foram assessores de Ford personalidades que no futuro teriam destaque no testamento dos Estados Unidos, como Dick Cheney e Alan Greenspan. Sua decisão de conferir a Richard Nixon absoluto perdão presidencial foi à época muito criticada, mas, nos anos 1990 e 2000, a opinião pública norte-americana tinha a percepção majoritária de que sua escolha fora a mais adequada para evitar a continuidade do Caso Watergate.
Foi durante a sua presidência que foi sancionada a lei federal que permitiu o ingresso de mulheres nas Forças Armadas dos Estados Unidos.
Presidente "por acidente", Ford, até então, almejava, no máximo, tornar-se porta-voz do Senado. Depois, no início da década de 1980, chegou-se a cogitar Gerald Ford para ser o vice-candidato de Ronald Reagan à Presidência dos EUA.
Na imprensa tem havido cobertura, ao longo das décadas, para o companheirismo entre Gerald Ford e sua esposa, Betty Ford, especialmente no tocante à luta desta contra o câncer e o alcoolismo.
No programa Larry King Live, da CNN, de 27 de dezembro de 2006, foi divulgada gravação de entrevista de Gerald Ford a Bob Woodward, de julho de 2004, quando o ex-Presidente dos Estados Unidos criticou George W. Bush e Dick Cheney por invadirem o Iraque usando o argumento das armas de destruição em massa. Ford determinou que a divulgação da entrevista ocorresse após sua morte. Bob Woodward publicou matéria jornalística sobre o assunto no jornal The Washington Post de 28 de dezembro de 2006, na reportagem intitulada Ford Disagreed With Bush About Invading Iraq.
ATENTADOS
Ford enfrentou duas tentativas de assassinato durante a sua presidência, ocorrendo dentro de três semanas uma da outra. Em Sacramento, Califórnia, em 5 de setembro de 1975, Lynette 'Squeaky' Fromme, uma seguidora de Charles Manson, apontou uma pistola Colt calibre 45 para Ford. Quando Fromme puxou o gatilho, Larry Buendorf, um agente do Serviço Secreto, pegou a arma e conseguiu inserir o seu polegar sob o gatilho, impedindo que a arma efetuasse os disparos. Foi averiguado mais tarde que, embora a arma estivesse carregada com quatro cartuchos, era uma pistola semi-automática e os slides não tinham sido puxados para colocar uma bala na câmara de disparo, tornando impossível que a arma disparasse. Fromme foi levado em custódia. Ela foi mais tarde julgada por tentativa de assassinato ao presidente e foi condenada à prisão perpétua.
Logo após a segunda tentativa de assassinato, o Serviço Secreto começou a manter Ford a uma distância mais segura da multidão anônima, uma estratégia que pode ter salvado sua vida dezessete dias depois. Quando ele deixou um hotel em San Francisco, Sara Jane Moore, em pé entre uma multidão de pessoas atravessando a rua, apontou o revólver para ele. Pouco depois ela disparou, o ex-Marinheiro Oliver Sipple pegou na arma e desviou o seu disparo, uma pessoa ficou ferida. Moore foi condenado à prisão perpétua. Ela estava em liberdade condicional da prisão em 31 de dezembro de 2007, depois de 32 anos de prisão.
MORTE
Ford morreu no dia 26 de dezembro do ano de 2006, em sua casa, no Estado da Califórnia, aos 93 anos e 165 dias de idade.
Fonte: pt.wiikipedia.org
Formatação e pesquisa: Helio Rubiales

Nenhum comentário: