“MEMENTO, HOMO, QUIíA PULVIS ES ET IN PULVEREM REVERTERIS. ”



ARTE TUMULAR

Existe um tipo de arte que poucas pessoas conhecem, a chamada arte tumular. Deixando-se de lado o preconceito e a superstição, encontraremos nos cemitérios, trabalhos esculpidos em granito, mármore e bronze de personalidades que marcaram época. É um verdadeiro acervo escultórico e arquitetônico a céu aberto, guardando os restos mortais de muitas personalidades imortais de nossa história, onde a morte se torna um grande espetáculo da vida neste lugar de maravilhosas obras de arte e de grande valor histórico e cultural. Através da representação, a simbologia de saudades, amor, tristeza, nobreza, respeito, inocência, sofrimento, dor, reflexão, arrependimento, dá sentido às vidas passadas. No cemitério, a arte tumular é uma forma de cultura preservada no silencio e que não deverá ser temida, mas sim contempladas.



INICIE A MUSICA

PESQUISAR: COLOQUE O NOME DO PERSONAGEM

4 de fev de 2016

RICK D.HUSBAND - Arte Tumular - 1059 - Llano Cemetery Amarillo Randall County Texas, USA






Cemitério

Memorial
ARTE TUMULAR
Lápide em granito natural com o seu nome e datas gravados marcando o local. No gramado, placa de mármore com o seu nome e dats marcados

Local: Llano Cemetery Amarillo Randall County Texas, USA
Plot: Section 2B Lot 138 Space 2



PERSONAGEM
 Richard “Rick” Douglas Husband (Amarillo, 12 de julho de 1957 – Espaço aéreo dos EUA, 1 de fevereiro de 2003) foi um astronauta norte-americano, comandante do ônibus espacial Columbia.
Morreu aos 45 anos de idade.

SINOPSE BIBLIOGRÁFICA
Formado em engenharia mecânica, Husband se graduou como segundo-tenente na Força Aérea dos Estados Unidos e fez curso de treinamento em diversas aeronaves, pilotando principalmente caças F-104 Phantom, F-15 e Tornado, baseado na Flórida, Geórgia e Califórnia, acumulando 3800 horas de voo em 40 tipos diferentes de aeronaves.

Entrou para a NASA em 1994 e passou um ano em treinamentos no Centro Espacial Johnson, trabalhando em melhorias técnicas do ônibus espacial e participando dos estudos técnicos para o retorno à Lua e missões à Marte.

Em 1999 passou dez dias no espaço como piloto do Columbia, na missão STS-96, o primeiro acoplamento feito entre um ônibus espacial e a então nascente Estação Espacial Internacional, começando os preparativos para receber a Expedição 1, que a ocuparia no ano seguinte.

Em janeiro de 2003 recebeu o comando da missão STS-107, na mesma nave, para uma segunda missão em órbita, dedicada a dezenas de experiências em microgravidade, e que terminou de forma trágica no retorno à Terra. Após sua morte, foi condecorado postumamente com a Purple Heart.

MORTE
A nave se desintegrou na reentrada da atmosfera após a missão STS-107, matando toda a tripulação, em 1 de fevereiro de 2003.

Fopnte: pt.wikipedia.org
Formatação: Helio Rubiales



Nenhum comentário: