“MEMENTO, HOMO, QUIíA PULVIS ES ET IN PULVEREM REVERTERIS. ”



ARTE TUMULAR

Existe um tipo de arte que poucas pessoas conhecem, a chamada arte tumular. Deixando-se de lado o preconceito e a superstição, encontraremos nos cemitérios, trabalhos esculpidos em granito, mármore e bronze de personalidades que marcaram época. É um verdadeiro acervo escultórico e arquitetônico a céu aberto, guardando os restos mortais de muitas personalidades imortais de nossa história, onde a morte se torna um grande espetáculo da vida neste lugar de maravilhosas obras de arte e de grande valor histórico e cultural. Através da representação, a simbologia de saudades, amor, tristeza, nobreza, respeito, inocência, sofrimento, dor, reflexão, arrependimento, dá sentido às vidas passadas. No cemitério, a arte tumular é uma forma de cultura preservada no silencio e que não deverá ser temida, mas sim contempladas.



INICIE A MUSICA

PESQUISAR: COLOQUE O NOME DO PERSONAGEM

18 de nov de 2015

LLOYD BRIDGES - Arte Tumular - 1013 - Cremado









CREMAÇÃO
Seu corpo foi cremado e as cinzas entregues à família.



PERSONAGEM
Lloyd Vernet Bridges, Jr. (San Leandro, 15 de janeiro de 1913 – Los Angeles, 10 de março de 1998) foi um ator americano, que estrelou inúmeras séries de televisão e apareceu em mais de 150 filmes. Bridges é mais conhecido pelo personagem Mike Nelson na série de televisão Sea Hunt (1958). É pai dos também atores Beau Bridges e Jeff Bridges.
Morreu aos 85 anos de idade.

SINOPSE BIBLIOGRÁFICA
Lloyd Bridges era filho de Lloyd Vernet Bridges, Sr. e Harriet Evelyn Bridges. Tendo sido um astro de atletismo em sua adolescência. Seus pais eram nativos do Kansas. Bridges graduou-se na Petaluma High School em 1931. Ele estudou artes dramáticas na UCLA, onde era membro da fraternidade Sigma Alpha Epsilon.

Formado em arte dramática apareceu pela primeira vez no cinema no começo dos anos 40, por sua participação em grupos teatrais radicais e acabou entrando para a lista negra do FBI na era do Macartismo.

CARREIRA
Bridges estreou na Broadway em 1936 como figurante em Frenshman Love, e tornou-se conhecido entre os brasileiros por sua participação no seriado de TV Aventura Submarina, exibido pela extinta TV Tupi.

Produzido no fim da década de 1950 e início da seguinte, foram rodados 156 episódios, conquistando uma audiência esmagadora nos Estados Unidos. Lloyd Bridges foi um dos protagonistas do clássico High Noon (Matar ou morrer, no Brasil) de 1952.

Apareceu em cerca de vinte filmes B da Columbia Pictures. Alto, loiro e de feições rudes, era o ideal para faroestes e filmes de ação, tendo abandonado o estúdio que o contratara em 1945.

Em 1980 destacou-se na comédia cinematográfica Airplane! (Apertem os cintos, o piloto sumiu, no Brasil) e Hot Shots! (Top gang - ases muito loucos, no Brasil) de 1991.

No início da década de 1950, Bridges testemunhou perante o Comitê de Atividades Anti-americanas, confirmando sua filiação ao Partido Comunista.

Possui uma estrela na Calçada da Fama localizada em 7065 Hollywood Boulevard.

VIDA PESSOAL
Bridges foi casado com Dorothy Simpson, com quem teve quatro filhos: Beau Bridges, Jeff Bridges, Lucinda Bridges e Garrett Bridges, falecido de síndrome de morte súbita infantil em 3 de agosto de 1948. O ator Jordan Bridges é seu neto.

MORTE
Bridges faleceu aos 85 ano de causas naturais. Foi cremado e suas cinzas foram dispersas por sua família.

Fonte:pt.wikipedia.org
Formatação:Helio|Rubiales

Nenhum comentário: