“MEMENTO, HOMO, QUIíA PULVIS ES ET IN PULVEREM REVERTERIS. ”



ARTE TUMULAR

Existe um tipo de arte que poucas pessoas conhecem, a chamada arte tumular. Deixando-se de lado o preconceito e a superstição, encontraremos nos cemitérios, trabalhos esculpidos em granito, mármore e bronze de personalidades que marcaram época. É um verdadeiro acervo escultórico e arquitetônico a céu aberto, guardando os restos mortais de muitas personalidades imortais de nossa história, onde a morte se torna um grande espetáculo da vida neste lugar de maravilhosas obras de arte e de grande valor histórico e cultural. Através da representação, a simbologia de saudades, amor, tristeza, nobreza, respeito, inocência, sofrimento, dor, reflexão, arrependimento, dá sentido às vidas passadas. No cemitério, a arte tumular é uma forma de cultura preservada no silencio e que não deverá ser temida, mas sim contempladas.



INICIE A MUSICA

PESQUISAR: COLOQUE O NOME DO PERSONAGEM

11 de jul de 2015

OMAR SHARIF - Arte Tumular - 1004 - El Sayeda Nafisa Cemetery- Cairo - Al Qahirah,-Egypt

egypt-clear.gif (5780 bytes)


ARTE TUMULAR


Local: El Sayeda Nafisa Cemetery- Cairo - Al Qahirah,-Egypt
Foto: Mohamed Abbas Zaki

PERSONAGEM
Omar Sharif (Alexandria, 10 de abril de 1932 - Cairo, 10 de julho de 2015) foi um ator egípcio.
Morreu aos 83 anos de idade.

SINOPSE BIBLIOGRÁFICA
Nascido Michel Demitri Shalhoub, mudou seu nome quando se converteu ao Islamismo para se casar. Trabalhou em muitos filmes produzidos em Hollywood e seu papel mais conhecido é o de protagonista em "Doutor Jivago" (Doctor Zhivago) (1965).


 Foi indicado ao Óscar de melhor coadjuvante por "Lawrence da Arábia" (1962)



MORTE
 Morreu aos 83 anos num hospital no Cairo, em consequência de um ataque cardíaco.

Fonte: pt.wikipedia.org
Formatação: Helio Rubiales

Nenhum comentário: