“MEMENTO, HOMO, QUIíA PULVIS ES ET IN PULVEREM REVERTERIS. ”



ARTE TUMULAR

Existe um tipo de arte que poucas pessoas conhecem, a chamada arte tumular. Deixando-se de lado o preconceito e a superstição, encontraremos nos cemitérios, trabalhos esculpidos em granito, mármore e bronze de personalidades que marcaram época. É um verdadeiro acervo escultórico e arquitetônico a céu aberto, guardando os restos mortais de muitas personalidades imortais de nossa história, onde a morte se torna um grande espetáculo da vida neste lugar de maravilhosas obras de arte e de grande valor histórico e cultural. Através da representação, a simbologia de saudades, amor, tristeza, nobreza, respeito, inocência, sofrimento, dor, reflexão, arrependimento, dá sentido às vidas passadas. No cemitério, a arte tumular é uma forma de cultura preservada no silencio e que não deverá ser temida, mas sim contempladas.



INICIE A MUSICA

PESQUISAR: COLOQUE O NOME DO PERSONAGEM

2 de fev de 2014

PHILIP SEYMOUR HOFFMAN - Arte tumular - 962 -







PERSONAGEM
Philip Seymour Hoffman (Fairport, condado de Monroe, 23 de julho de 1967 — Nova Iorque, 2 de fevereiro de 2014) foi um ator e diretor teatral norte-americano.
Morreu aos 46 anos de idade.
SINOPSE BIBLIOGRÁFICA
Iniciou sua carreira na televisão, em 1991, e no ano seguinte começou a aparecer no cinema. Gradualmente conquistou reconhecimento por seu trabalho como ator coadjuvante em diversos filmes célebres, como Scent of a Woman, de 1992, Twister, de 1996, Boogie Nights, de 1997, Happiness e The Big Lebowski (br: O Grande Lebowski), de 1998, Magnolia e The Talented Mr. Ripley de 1999, Almost Famous (br: Quase Famosos), de 2000, 25th Hour e Punch-Drunk Love, de 2002, e Cold Mountain, de 2003. Em 2005 Hoffman interpretou o papel-título no filme biográfico Capote, de 2005, pelo qual ele conquistou diversos prêmios, incluindo um Oscar de melhor ator. Foi indicado por outras duas vezes ao Oscar de melhor ator coadjuvante pelo seu trabalho em Charlie Wilson's War (br: Jogos do Poder), de 2007, e Doubt, de 2008. Entre os outros filmes elogiados pela crítica nos quais atuou estão Before the Devil Knows You're Dead e The Savages, de 2007. Em 2010 fez sua estreia como diretor de cinema com Jack Goes Boating. Hoffman também é um premiado ator e diretor teatral. Passou a fazer parte da LAByrinth Theater Company em 1995, e desde então dirigiu e atuou em diversas produções Off-Broadway. Suas atuações em duas peças da Broadway lhe renderam duas indicações ao Prêmio Tony; uma de melhor ator, em True West (2000), e outra de melhor ator coadjuvante em Long Day's Journey into Night (2003). Philip Seymour Hoffman conseguiu o papel de Plutarch Heavensbee nas adaptações cinematográficas de Em Chamas (2013), A Esperança parte 1 (2014) e A Esperança parte 2 (2015), da saga Jogos Vorazes de Suzanne Collins. Era filho de Marilyn Hoffman Coonor e Gordon Hoffman. Tinha três irmãos: de Gordy, Emily e Jill Hoffman. Hoffman vivia em Manhattan, Nova Iorque com sua namorada, a estilista Mimi O'Donnell, que conheceu na peça In Arabia We'd All Be Kings, de 1999, dirigida por Hoffman. Tiveram um filho, Cooper Alexander, nascido em março de 2003, e duas filhas, Tallulah, nascida em novembro de 2006,1 e Willa, nascida em outubro de 2008.
MORTE
No dia 2 de fevereiro de 2014, enquanto estava em fase de gravação de dois filmes (um deles sendo a continuação da série Jogos Vorazes), foi encontrado morto, no banheiro de seu apartamento em Manhattan, com uma agulha inserida em um de seus braços. Acredita-se que sua morte foi causada por overdose, já que Philip esteve envolvido com drogas quando mais jovem e remédios controlados durante um bom tempo de sua vida.
Fonte: pt.wikipedia.org
Formatação: Helio Rubiales

Nenhum comentário: