“MEMENTO, HOMO, QUIíA PULVIS ES ET IN PULVEREM REVERTERIS. ”



ARTE TUMULAR

Existe um tipo de arte que poucas pessoas conhecem, a chamada arte tumular. Deixando-se de lado o preconceito e a superstição, encontraremos nos cemitérios, trabalhos esculpidos em granito, mármore e bronze de personalidades que marcaram época. É um verdadeiro acervo escultórico e arquitetônico a céu aberto, guardando os restos mortais de muitas personalidades imortais de nossa história, onde a morte se torna um grande espetáculo da vida neste lugar de maravilhosas obras de arte e de grande valor histórico e cultural. Através da representação, a simbologia de saudades, amor, tristeza, nobreza, respeito, inocência, sofrimento, dor, reflexão, arrependimento, dá sentido às vidas passadas. No cemitério, a arte tumular é uma forma de cultura preservada no silencio e que não deverá ser temida, mas sim contempladas.



INICIE A MUSICA

PESQUISAR: COLOQUE O NOME DO PERSONAGEM

12 de fev de 2012

WHITNEY HOUSTON - Arte Tumular - 723 - Cemetery in Westfield, New Jersey, USA











ARTE TUMULAR
Lápide irregular em formato de um coração invertido, destacando na parte central um coração em relevo com a sua imagem, uma cruz latina e seu nome e datas. Na parte inferior do coração o nome da música de maior sucesso.Foi sepultada do lado direito  onde está sepultado o seu pai morto em 2003
Local: Cemetery in  Westfield, New Jersey, USA
Fotos: TMZ.com
Descrição tumular: Helio Rubiales


PERSONAGEM
Whitney Elizabeth Houston (Newark, 9 de agosto de 1963 — Los Angeles, 11 de fevereiro de 2012, foi uma cantora americana de R&B, pop, gospel, além de atriz e ex-modelo.
Morreu aos 48 anos de idade.

SINOPSE ARTÍSTICA
Houston foi a artista mais premiada de todos os tempos, segundo o Guinness World Records, e sua lista de prêmios incluem 2 Emmy Awards, 6 Grammy awards, 30 Billboard Music Awards, 22 American Music Awards, num um total de 415 prêmios conquistados em sua carreira até 2010.

Houston também foi uma dos artistas mais bem sucedidos do mundo da música, tendo vendido mais de 200 milhões de gravações em todo o mundo.

Inspirada por vários cantores de soul de destaque em sua família, incluindo a mãe Cissy Houston, primos Dionne Warwick e Dee Dee Warwick, bem como sua madrinha, Aretha Franklin, Houston começou a cantar com o coral gospel júnior da Nova igreja de Jersey aos 11 anos de idade. Depois que ela começou a atuar ao lado de sua mãe em casas noturnas na cidade de Nova York, ela foi descoberta por Clive Davis, empresário da Arista Records. Até o presente, Houston lançou seis álbuns de estúdio e três álbuns de trilha sonora, todos eles certificados com diamante, multi-platina, platina e ouro pela Recording Industry Association of America (RIAA).

Seu álbum de estreia auto-intitulado, lançado em 1985, se tornou o álbum de estreia mais vendido por uma artista feminina, com 25 milhões de cópias comercializadas. Seu segundo álbum, Whitney (1987), tornou-se o primeiro álbum de uma artista feminina a estrear em primeiro lugar na Billboard 200. Whitney alcançou grandes sucessos nas paradas de música popular, bem como sua proeminência na MTV, começando com seu vídeo de "How Will I Know", permitiu várias artistas femininas afro-americanas seguirem em seu sucesso.

O primeiro papel de Houston no cinema foi no filme O Guarda-Costas (1992), no qual fez um enorme sucesso como protagonista. A trilha sonora original do filme ganhou o Grammy 1994 de "Álbum do Ano". Seu primeiro single, "I Will Always Love You", se tornou o mais vendido por uma artista feminina na história da música. O álbum é o único de uma artista feminina entre os cinco mais vendidos de todos os tempos, ocupando o quarto lugar. Houston continuou como estrela de filmes e contribuiu com a trilha sonora dos mesmos, inclusive com os filmes Waiting to Exhale (1995) e The Preacher's Wife (1996). Três anos após o lançamento de seu quarto álbum, "My Love Is Your Love" (1998), Whitney renovou seu contrato com a gravadora Arista Records. Ela lançou seu quinto álbum de estúdio, "Just Whitney", em 2002, e o álbum de Natal com o título "One Wish: The Holiday Album" em 2003. Em meio a ampla cobertura da mídia de sua turbulência pessoal e profissional, Houston terminou seu casamento de 14 anos com o cantor Bobby Brown, em 2006. Em 2009, Houston lançou seu sétimo e último álbum de estúdio, I Look to You.

Whitney foi reconhecida internacionalmente como uma das maiores artistas de todos os tempos, devido ao seu talento, legado e, principalmente, à sua voz marcante e lendária. Graças a esse talento vocal marcante, Whitney foi frequentemente chamada de The Voice (A Voz). Whitney é frequentemente comparada a grandes artistas do passado, como Frank Sinatra, Aretha Franklin e Elvis Presley e também está entre os 500 Maiores artistas de todos os tempos da Revista Rolling Stone.

Em meio a ampla cobertura da mídia de sua turbulência pessoal e profissional, Houston terminou seu casamento de 14 anos com o cantor Bobby Brown, em 2006.
Os dois tiveram uma filha, Bobbi Kristina e viveram um romance conturbado, com direito a manchetes sobre consumo de drogas e bebida. Ele chegou a ser preso em dezembro de 2003. Whitney, inclusive, o acusou de ter sido agredida por ele.

MORTE
Em 11 de fevereiro, Whitney é encontrada morta no hotel Beverly Hilton. Os paramédicos tentaram reanimá-la, mas sem sucesso. Ela foi declarada morta em torno das 15h55min UTC−8, hora local de Los Angeles. As causas da morte ainda estão sendo investigadas.
Fonte: pt.wikipedia.org
Formatação: Helio Rubiales

Um comentário:

RAFAEL RIBEIRO disse...

Saudades eterna dessa maravilhosa voz, que agora junta aos anjos para louvar a Deus !!!!