“MEMENTO, HOMO, QUIíA PULVIS ES ET IN PULVEREM REVERTERIS. ”



ARTE TUMULAR

Existe um tipo de arte que poucas pessoas conhecem, a chamada arte tumular. Deixando-se de lado o preconceito e a superstição, encontraremos nos cemitérios, trabalhos esculpidos em granito, mármore e bronze de personalidades que marcaram época. É um verdadeiro acervo escultórico e arquitetônico a céu aberto, guardando os restos mortais de muitas personalidades imortais de nossa história, onde a morte se torna um grande espetáculo da vida neste lugar de maravilhosas obras de arte e de grande valor histórico e cultural. Através da representação, a simbologia de saudades, amor, tristeza, nobreza, respeito, inocência, sofrimento, dor, reflexão, arrependimento, dá sentido às vidas passadas. No cemitério, a arte tumular é uma forma de cultura preservada no silencio e que não deverá ser temida, mas sim contempladas.



INICIE A MUSICA

PESQUISAR: COLOQUE O NOME DO PERSONAGEM

12 de out de 2011

JONAS SALK - Arte Tumular - 635 - El Camino Memorial Park,San Diego, San Diego County, California, USA








ARTE TUMULAR
Placa de mármore (lápide) com o seu nome e datas no gramado do cemitério.

Local: El Camino Memorial Park, San Diego, San Diego County, California, USA
Plot: Mount Shalom Section, Lot 386 A
Fotos: Alan Brownsten
Descrição tumular: Helio Rubiales
PERSONAGEM
Jonas Edward Salk (Nova Iorque, 28 de Outubro de 1914 — La Jolla, 23 de Junho de 1995) foi um médico, pesquisador, virologista e epidemiologista americano, mais conhecido como o inventor da primeira vacina antipólio (a epônima vacina Salk).
Morreu aos 80 anos de idade.
SINOPSE
Trabalhou em Nova Iorque, Michigan, Pittsburgh e Califórnia. Em 1960, ele fundou o Salk Institute for Biological Studies em La Jolla, California, que é atualmente um centro de pesquisas médicas e científicas.
Na última parte de sua vida, devotou muita energia na tentativa de desenvolver uma vacina contra a AIDS.
Salk não buscava fama ou fortuna através de suas descobertas, e é citado como tendo dito: "A quem pertence a minha vacina? Ao povo! Você pode patentear o sol?"
Até 1955, quando a vacina começou a ser administrada, a poliomielite foi considerada o problema de saúde pública mais assustador do pós-guerra americano. As epidemias anuais eram cada vez mais devastadoras no país. A epidemia de 1952 foi o pior surto na história do país norte americano. Dos quase 58 mil casos notificados naquele ano, 3.145 pessoas morreram e 21.269 ficaram com algum tipo de paralisia, a maioria das vítimas foram crianças. De acordo com um documentário da PBS em 2009, o segundo maior temor dos Estados Unidos, na época, foi a pólio, perdendo apenas para o medo de o país ser atacado por uma bomba atômica.
Consequentemente, cientistas iniciaram uma corrida frenética para encontrar um meio de prevenir e curar a doença. Assim, segundo Denemberg, "Salk trabalhou dezesseis horas por dia, sete dias por semana, durante anos..." para chegar à descoberta da vacina.
MORTE
Morreu de insuficiência cardíaca.
Fonte: pt.wikipedia.org
Formatação: Helio Rubiales

Nenhum comentário: