“MEMENTO, HOMO, QUIíA PULVIS ES ET IN PULVEREM REVERTERIS. ”



ARTE TUMULAR

Existe um tipo de arte que poucas pessoas conhecem, a chamada arte tumular. Deixando-se de lado o preconceito e a superstição, encontraremos nos cemitérios, trabalhos esculpidos em granito, mármore e bronze de personalidades que marcaram época. É um verdadeiro acervo escultórico e arquitetônico a céu aberto, guardando os restos mortais de muitas personalidades imortais de nossa história, onde a morte se torna um grande espetáculo da vida neste lugar de maravilhosas obras de arte e de grande valor histórico e cultural. Através da representação, a simbologia de saudades, amor, tristeza, nobreza, respeito, inocência, sofrimento, dor, reflexão, arrependimento, dá sentido às vidas passadas. No cemitério, a arte tumular é uma forma de cultura preservada no silencio e que não deverá ser temida, mas sim contempladas.



INICIE A MUSICA

PESQUISAR: COLOQUE O NOME DO PERSONAGEM

24 de abr de 2011

RAFAEL TRUJILLO Y MOLINA - Arte Tumular -462 - Cimetière du Perè Lachaise, Paris



Rafael Trujillo y Molina


Rafael Trujillo y Molina
Foto interna através do gradil da porta
ARTE TUMULAR
Construção em formato de capela em mármore com uma cobertura em formato cônico. No interior, na parede frontal há uma base (altar), com uma lápide na parte inferior com destaque um pequeno relevo de Cristo em bronze. Sobre esse altar, destaca-se um vitral representando a virgem coroada orando pelo seu filho. Uma porta de ferro dá acesso ao mausoléu.  Note-se o mau estado de conservação do túmulo.
Local: Cimetière du Père Lachaise, Paris, França
           Divisão 85
Fotos: Rolo
Descrição Tumular: HRubiales
PERSONAGEM

Rafael Leonidas Trujillo Molina, apelidado de "El Jefe" (traduzido como "O Chefe" ou "The Boss") (24 de outubro de 1891 - 30 de maio de 1961) governou a República Dominicana a partir de 1930 até seu assassinato em 1961.
Ele oficialmente atuou como presidente 1930-1938 e novamente de 1942-1952, governando para o resto de sua posse no cargo como um ditador militar não eleito. Sua tirania, historicamente conhecida como "La Era de Trujillo" ( "A Era de Trujillo"), é considerada uma das mais sangrentas do século 20, bem como um tempo de um culto à personalidade clássica, quando monumentos a Trujillo estava em abundância.
MORTE
Na noite de terça-feira 30 maio, 1961, Trujillo foi assassinado a tiros em San Cristobal Avenue, Santo Domingo. Ele foi vítima de uma emboscada planejada pelos seus rivais e co a CIA. Depois da sua morte sua familia tentou fugir com seu corpo num barco de sua proipriedade, mas foram repelidos. Seu funeral foi o de um estadista com a longa procissão que termina em sua cidade natal de San Cristóbal, onde seu corpo foi enterrado. Por votação, o povo decidiu a favor da família de Trujillo para deixar o país. O seu corpo também foi removido e enterrado na França
Fonte:em.wikipedia.org
Formatação e pesquisa:HRubiales

Nenhum comentário: