“MEMENTO, HOMO, QUIíA PULVIS ES ET IN PULVEREM REVERTERIS. ”



ARTE TUMULAR

Existe um tipo de arte que poucas pessoas conhecem, a chamada arte tumular. Deixando-se de lado o preconceito e a superstição, encontraremos nos cemitérios, trabalhos esculpidos em granito, mármore e bronze de personalidades que marcaram época. É um verdadeiro acervo escultórico e arquitetônico a céu aberto, guardando os restos mortais de muitas personalidades imortais de nossa história, onde a morte se torna um grande espetáculo da vida neste lugar de maravilhosas obras de arte e de grande valor histórico e cultural. Através da representação, a simbologia de saudades, amor, tristeza, nobreza, respeito, inocência, sofrimento, dor, reflexão, arrependimento, dá sentido às vidas passadas. No cemitério, a arte tumular é uma forma de cultura preservada no silencio e que não deverá ser temida, mas sim contempladas.



INICIE A MUSICA

PESQUISAR: COLOQUE O NOME DO PERSONAGEM

12 de dez de 2009

MÁRIO LANZA - Arte Tumular - 318 - Holy Cross Cemetery ,Culver City,Los Angeles County,California, USA




Cripta
Vista do Mausoléu

ARTE TUMULAR
Cripta retangular com tampo em mármore de carrara, com o seu nome e datas gravados e destacadas em dourado, no bloco dos artistas. Ao seu lado está sepultada a sua esposa e a atriz Joan Davis.
LOCAL: Holy Cross Cemetery ,Culver City,Los Angeles County,California, USA
Plot: Mausoleum, Block 46, Crypt D2
Fotos: A.J.Marik
Descrição tumular:HRubiales
PERSONAGEM
Mario Lanza (Filadélfia, 31 de janeiro de 1921 — Roma, 7 de outubro de 1959) foi um tenor norte-americano de ascendência italiana.
BIOGRAFIA
Fez grande sucesso na década de 1940 e 50, principalmente por suas participações no cinema. Interpretou Enrico Caruso no cinema e fez apenas sete filmes, mas ganhou notoriedade mundial.
Foi considerado o mais famoso tenor dos EUA, mas durante toda a carreira enfrentou problemas com o excesso de peso, o consumo de álcool e de barbitúricos. Influenciou vários cantores, tanto clássicos como populares, e o próprio Elvis Presley declarou em uma entrevista na década de 1970 que foi um dos seus maiores fãs.
MORTE
Em abril de 1959, Lanza sofreu um ataque cardíaco menor, seguido de pneumonia dupla, em agosto. Morreu em Roma em outubro do mesmo ano na idade de 38 a partir de uma embolia pulmonar, depois de submetidos a um programa de perda de peso polêmico coloquialmente conhecido como "o tratamento sono crepuscular", que exigia que seus pacientes sejam mantidos imóvel e sedado por longos períodos. Pessoas em seu funeral estavam os cantores Maria Caniglia e Lidia Nerozzi e os atores Franco Fabrizi e Enzo Fiermonte. Frank Sinatra enviou suas condolências por telegrama.
Fonte: em.wikipedia.org
Formatação e pesquisa:HRubiales

Nenhum comentário: