“MEMENTO, HOMO, QUIíA PULVIS ES ET IN PULVEREM REVERTERIS. ”



ARTE TUMULAR

Existe um tipo de arte que poucas pessoas conhecem, a chamada arte tumular. Deixando-se de lado o preconceito e a superstição, encontraremos nos cemitérios, trabalhos esculpidos em granito, mármore e bronze de personalidades que marcaram época. É um verdadeiro acervo escultórico e arquitetônico a céu aberto, guardando os restos mortais de muitas personalidades imortais de nossa história, onde a morte se torna um grande espetáculo da vida neste lugar de maravilhosas obras de arte e de grande valor histórico e cultural. Através da representação, a simbologia de saudades, amor, tristeza, nobreza, respeito, inocência, sofrimento, dor, reflexão, arrependimento, dá sentido às vidas passadas. No cemitério, a arte tumular é uma forma de cultura preservada no silencio e que não deverá ser temida, mas sim contempladas.



INICIE A MUSICA

PESQUISAR: COLOQUE O NOME DO PERSONAGEM

7 de nov de 2009

ANSELMO DUARTE - Arte Tumular - 307 - Cemitério Municipal de Salto, Salto, São Paulo




(Falta a foto do túmulo)



PERSONAGEM
Anselmo Duarte Bento (Salto, 21 de abril de 1920 — São Paulo, 7 de novembro de 2009) foi um ator, roteirista e cineasta brasileiro.
Moreu aos 89 anos de idade.
BIOGRAFIA
Anselmo Duarte Bento é natural da cidade de Salto, em São Paulo,
O primeiro contato de Duarte com o mundo do cinema foi aos 10 anos, quando começou a trabalhar como molhador de tela em sessões de cinema mudo. Sua função era umedecer o painel esquentado pelo projetor, evitando incêndios.
Aos 22 anos, participou como figurante de "It's All True", filme inacabado do cineasta norte-americano Orson Welles. Em 1947, Duarte atuou em seu primeiro longa, "Não Me Digas Adeus", de Luis Moglia Barth.
Dois anos mais tarde, finalizou o roteiro de "Carnaval no Fogo", filme que contou com Grande Otelo e Oscarito no elenco. Casou-se em 1949 com a atriz Ilka Soares, separando-se sete anos mais tarde.
DIRETOR E ATOR DE SUCESSO
Galã do cinema brasileiro nas décadas de 50 e 60, a ator e diretor acumulou vasta filmografia em cerca de 40 anos de carreira. Atuou em mais de 30 filmes, dirigiu dez e produziu oito - além de roteirizar mais de dez longas. Seu nome era quase obrigatório nas chanchadas e comédias românticas na época de ouro da produtora paulista Vera Cruz e formou com a atriz Eliana um dos casais mais amados do cinema brasileiro da época - algo que teve uma popularidade, aqui no Brasil, equivalente ao sucesso da dupla Rock Hudson e Doris Day nos cinemas dos anos 1960.
Entre os seus sucessos estão Aviso Aos Navegantes (1950), com Oscarito e Grande Otelo, Sinhá Moça (1953),Absolutamente Certo (1957), As Pupilas do Senhor Reitor (1961) e a cinebiografia do compositor Zequinha de Abreu, Tico-Tico no Fubá, na qual atuou ao lado de Tônia Carreiro, entre outros filmes. Sua atuação no cultuadoO Caso dos Irmãos Naves (1967), ao lado de Raul Cortez (1932-2006) e Juca de Oliveira, é uma das mais memoráveis de sua carreira. Na televisão, compôs o elenco da novela Feijão Maravilha (1979), da Globo.
PALMA DE OURO
Entrou para a história do cinema nacional ao dirigir o filme O Pagador de Promessas, em 1962, o único longa brasileiro a ganhar a Palma de Ouro (de melhor filme) do prestigiado Festival de Cinema de Cannes. A produção ainda concorreu ao Oscar de melhor filme estrangeiro naquele mesmo ano.
Também dirigiu outros clássicos do cinema nacional, como Absolutamente Certo e Vereda da Salvação.
HOMENAGENS E PARTICIPAÇÕES
Foi membro do júri doFestival de Cannes em 1971,
ENCERRAMENTO DA CARREIRA
Devido a divergências ideológicas com a turma do Cinema Novo, sua carreira entrou em declínio. Em 1987, retira-se do meio artístico e volta a viver na cidade de Salto em São Paulo, cidade em que nasceu.

Em 1997 é convidado especial da Palma de Ouro do 50º Aniversário do Festival de Cannes
Em 2022 a Prefeitura de Salto cria a Semana Anselmo Duarte, entre 21 a 27 de abril
Em 2008, seu filho, Ricardo Duarte, cria o Instituto Anselmo Duarte para preservar e divulgar as obras do cineasta.
Em junho de 2009 , Anselmo Duarte foi agraciado pelo governador do Estado de São Paulo José Serra com a Ordem do Ipiranga, a mais importante honraria civil dado pelo Estado
MORTE
morreu devido a complicações decorrentes de um acidente vascular cerebral, o terceiro que o acometeu
Fonte:
pt.wikipedia.org
g1.globo.com
1.folha.uol.com.br
Formatação e pesquisa:HRubiales



OBSERVAÇÃO: Para ouvir o vídeo, vá ao lado, à direita e clique sobre o alto-falante do "slide" para retirar a música de fundo.

Nenhum comentário: