“MEMENTO, HOMO, QUIíA PULVIS ES ET IN PULVEREM REVERTERIS. ”



ARTE TUMULAR

Existe um tipo de arte que poucas pessoas conhecem, a chamada arte tumular. Deixando-se de lado o preconceito e a superstição, encontraremos nos cemitérios, trabalhos esculpidos em granito, mármore e bronze de personalidades que marcaram época. É um verdadeiro acervo escultórico e arquitetônico a céu aberto, guardando os restos mortais de muitas personalidades imortais de nossa história, onde a morte se torna um grande espetáculo da vida neste lugar de maravilhosas obras de arte e de grande valor histórico e cultural. Através da representação, a simbologia de saudades, amor, tristeza, nobreza, respeito, inocência, sofrimento, dor, reflexão, arrependimento, dá sentido às vidas passadas. No cemitério, a arte tumular é uma forma de cultura preservada no silencio e que não deverá ser temida, mas sim contempladas.



INICIE A MUSICA

PESQUISAR: COLOQUE O NOME DO PERSONAGEM

23 de mai de 2009

RODOLF NUREYEV- Arte Tumular - 244-Cimetière de Sainte Genevieve Des Bois ,Essone, France


















Cemitério

ARTE TUMULAR
Base tumular em granito negro com as inscrições de Noureyv, destacando que era um dançarino e coreógrafo. Sobre a base como se envolvesse o esquife um mosaico ricamente trabalhado de um tapete oriental que ele gostava em vida. Olhando-se para o tumulo, tem-se a impressão de tratar-se realmente de um tapete
Autor do túmulo:: Ezio Frigerio
Local: Cimetière de Sainte Genevieve Des Bois ,Essone, France
Fotos :Joris Baas, savoirvoir, Guido bDonati e Joel Chirol
Descrição tumular: Helio Rubiales


PERSONAGEM
Rudolf Khametovich Nureyev ou Rudolf Xämät uğlı Nuriev (Irkutsk, 17 de março de 1938 — Paris, 6 de janeiro de 1993) foi um bailarino soviético. Nasceu na Rússia Soviética, se transformando num dos mais celebrados bailarinos do século XX e o primeiro superstar homem do mundo da dança desde Vaslav Nijinsky.
Morreu aos 55 anos de idade

.BIOGRAFIA
Em 17 de Junho de 1961, quando estava em turnê com o Kirov em Paris, ele quebrou a barreira da segurança soviética e pediu asilo de oficiais no Aeroporto de Le Bourget.
Em 1989 ele dançou na União Soviética pela primeira vez desde que a abandonara. Nureyev fez sua última aparição pública em outubro de 1992, como diretor na estréia parisiense de uma nova produção de La Bayadère.

A HOMOSSEXUALIDADE DE NUREYEV
Teja Kremke era um belo e jovem estudante de dança da República Democrática Alemã (Alemanha Oriental), três anos mais novo que Nureyev. Antes da fuga de Nureyev para o Ocidente, Kremke e Nureyev tornaram-se amigos inseparáveis em São Petersburgo, durante cerca de seis meses, no que teria sido o primeiro romance homossexual de Nureyev. Apesar da sua juventude, Kremke soube perceber as restrições e constrangimentos a que Nureyev estaria sujeito na rígida União Soviética comunista e encorajou-o a fugir para o Ocidente. Nureyev, apesar de fortemente vigiado pela KGB, e após uma turnê em Paris que lhe rendeu a alcunha de "melhor bailarino do mundo", assim o fez e, logo depois, telefonou para Kremke, então já emBerlim Oriental, a pedir-lhe para que se lhe juntasse em Paris. Kremke, pressionado pela sua mãe, que queria que ele terminasse o curso de dança, hesitou. Num espaço de dias o Muro de Berlim foi erguido, isolando Berlim Oriental do resto da Europa Ocidental e isolando Nureyev do seu primeiro amor.

MORTE
Nureyev morreu em 1993, em Paris, França, por complicações decorrentes da Aids.

FONTE:
pt.wikipedia.org
Rudolf Nureyev Fondation Official Website (www.nureyev.org)
Formatação e pesquisa: Helio Rubiales

Nenhum comentário: