“MEMENTO, HOMO, QUIíA PULVIS ES ET IN PULVEREM REVERTERIS. ”



ARTE TUMULAR

Existe um tipo de arte que poucas pessoas conhecem, a chamada arte tumular. Deixando-se de lado o preconceito e a superstição, encontraremos nos cemitérios, trabalhos esculpidos em granito, mármore e bronze de personalidades que marcaram época. É um verdadeiro acervo escultórico e arquitetônico a céu aberto, guardando os restos mortais de muitas personalidades imortais de nossa história, onde a morte se torna um grande espetáculo da vida neste lugar de maravilhosas obras de arte e de grande valor histórico e cultural. Através da representação, a simbologia de saudades, amor, tristeza, nobreza, respeito, inocência, sofrimento, dor, reflexão, arrependimento, dá sentido às vidas passadas. No cemitério, a arte tumular é uma forma de cultura preservada no silencio e que não deverá ser temida, mas sim contempladas.



INICIE A MUSICA

PESQUISAR: COLOQUE O NOME DO PERSONAGEM

25 de abr de 2009

PHILIPPE PINEL- Arte Tumular - 212 - Cimeitière du Père Lachaise, Paris, França







ARTE TUMULAR
 Trata-se de uma construção em mármore como se fosse um pequeno obelisco sem ponta, terminando com uma  cobertura decorada . Na parte frontal da lápide, o nome e datas do médico gravado no mármore. O túmulo apresenta-se com pouca conservação.É muito difícil de ser encontrado no meio dos outros túmulos. 
Local: Cimeitière du Père Lachaise, Paris, França
            Divisão 18
Foto: picasaweb
Descrição tumular: Helio Rubiales

PERSONAGEM
Philippe Pinel (Saint André, 20 de Abril de 1745 — Paris 25 de Outubro de 1826) foi um médico francês, considerado por muitos o pai da psiquiatria.
Morreu aos 81 anos de idade.
BIOGRAFIA


Notabilizou-se por ter considerado que os seres humanos que sofriam de perturbações mentais eram doentes e que ao contrário do que acontecia na época, deviam ser tratados como doentes e não de forma violenta. Foi o primeiro médico a tentar descrever e classificar algumas perturbações mentais.

A obra mais importante escrita por Pinel foi "Traité médico-philosophique sur l’aliénation mentale ou la manie".
Gui Benoit e Georges Daumézon(1) escreveram que, Pinel, "então responsável pelo serviço de alienados do hospício de Bicêtre (...) desde o começo teve como preocupações fundamentais:
1) distinguir a confusão existente entre os furiosos e os tristes;
2)transformar a atitude brutal e repressiva em uma atitude compreensiva que ele denominou tratamento moral;
3)introduzir no tratamento princípios que reduziam a importância da lesão anatômica".
MORTE
Adquiriu uma demência arteriopática, vindo a falecer em 1826
Fonte:pt.wikipedia.org
Formatação: Helio Rubiales





Nenhum comentário: