“MEMENTO, HOMO, QUIíA PULVIS ES ET IN PULVEREM REVERTERIS. ”



ARTE TUMULAR

Existe um tipo de arte que poucas pessoas conhecem, a chamada arte tumular. Deixando-se de lado o preconceito e a superstição, encontraremos nos cemitérios, trabalhos esculpidos em granito, mármore e bronze de personalidades que marcaram época. É um verdadeiro acervo escultórico e arquitetônico a céu aberto, guardando os restos mortais de muitas personalidades imortais de nossa história, onde a morte se torna um grande espetáculo da vida neste lugar de maravilhosas obras de arte e de grande valor histórico e cultural. Através da representação, a simbologia de saudades, amor, tristeza, nobreza, respeito, inocência, sofrimento, dor, reflexão, arrependimento, dá sentido às vidas passadas. No cemitério, a arte tumular é uma forma de cultura preservada no silencio e que não deverá ser temida, mas sim contempladas.



INICIE A MUSICA

PESQUISAR: COLOQUE O NOME DO PERSONAGEM

18 de fev de 2009

HONORÉ DE BALZAC- Arte Tumular -126-Cimetière Père Lachaise, Paris, França








Vista frontal

Gravação do nome

Detalhe da palma em bronze


Vista lateral
ARTE TUMULAR
Base tumular em mármore com cerca de 2 metros de altura, com o nome do escritor e uma cruz latiana gravado na parte frontal . Essa base suporta o busto de Balzac em bronze. Na parte inferior da base outras inscrições com um ramo de palma em bronze, simbolizando a glória e o êxito sobre a morte. Todo o túmulo é ladeado por um gradil decorado de bronze.
AUTOR DO BUSTO: David D'Angers (1788-1836)
LOCAL: Cimetière Père Lachaise, Paris, França
Divisão 48
Fotos:Connie Singer, Meijsen, Wayne
Descrição tumular:HRubiales
PERSONAGEM
Honoré de Balzac (Tours, 20 de maio de 1799 — Paris, 18 de agosto de 1850) foi um romancista francês.
Morreu aos 51 anos de idade.
BIOGRAFIA
Nasceu no departamento francês de Indre-et-Loire e em 1849, com a saúde debilitada, viajou para a Polônia para visitar Eveline Hanska, uma rica dama polaca com quem se correspondeu mais de 15 anos. Em 1850, três meses antes da morte de Balzac, eles casaram-se.
Tendo-se tornado num dos maiores nomes do realismo na literatura, as suas obras são, no entanto, cunhadas sobre a tradição literária do romantismo francês. Sua A Comédia Humana (La comédie humaine), que reúne oitenta e oito obras, procura retratar a realidade da vida burguesa da França na sua época.
Os hábitos de trabalho de Balzac tornaram-se lendários - escrever cerca de quinze horas por dia, impulsionado por um sem-número de chávenas de café. Com uma produção volumosa, é frequente que se apontem pequenas imperfeições em sua obra - o que, no entanto, não é suficiente para retirar de muitas delas o epíteto de obras-primas.

Filho de Bernard François Balssa, administrador do hospício de Tours, e de Anna Charlotte Sallambier, Honoré de Balzac foi o primeiro de três crianças (Laure, Laurence e Henry). Laure era, de longe, sua favorita.
O pai de Balzac, Bernard François, foi nomeado diretor da Primeira Divisão militar em Paris e a família se instalou na rua do Templo, no Marais; bairro de origem da família. Em 04 de novembro de 1816, começa a cursar Direito e obtém o diploma de bacharel três anos mais tarde. Ao mesmo tempo, tem aulas particulares teóricas na Sorbonne. Passou este período na casa do procurador Jean-Baptiste Guillonnet-Merville, um amigo da família e amante das letras.
MORTE
Problemas cardiácos
Fonte: pt.wikipedia.org
Formatação e pesquisa: HRubiales

Nenhum comentário: