“MEMENTO, HOMO, QUIíA PULVIS ES ET IN PULVEREM REVERTERIS. ”



ARTE TUMULAR

Existe um tipo de arte que poucas pessoas conhecem, a chamada arte tumular. Deixando-se de lado o preconceito e a superstição, encontraremos nos cemitérios, trabalhos esculpidos em granito, mármore e bronze de personalidades que marcaram época. É um verdadeiro acervo escultórico e arquitetônico a céu aberto, guardando os restos mortais de muitas personalidades imortais de nossa história, onde a morte se torna um grande espetáculo da vida neste lugar de maravilhosas obras de arte e de grande valor histórico e cultural. Através da representação, a simbologia de saudades, amor, tristeza, nobreza, respeito, inocência, sofrimento, dor, reflexão, arrependimento, dá sentido às vidas passadas. No cemitério, a arte tumular é uma forma de cultura preservada no silencio e que não deverá ser temida, mas sim contempladas.



INICIE A MUSICA

PESQUISAR: COLOQUE O NOME DO PERSONAGEM

19 de dez de 2008

JAYNE MANSFIELD-Arte Tumular-36- Cemitério de Fairview, sudeste de Pen Argyl, Northampton Country, Pennsylvania,USA












ARTE TUMULAR
Túmulo simples em mármore branco com a lápide em formato de coração, onde se lê:"We live to love you more eagh day" ("Nos viveremos para amar você, cada dia mais").
No solo a base tumular em ganito com um coração sobre uma cruz.
LOCAL: Cemitério de Fairview, sudeste de Pen Argyl, Northampton Country, Pennsylvania,USA
Fotos: A.J.Marik, Dennis e John S.Hewk
Tradução: Paulo Ventura
Descrição tumular:HRubiales
PERSONAGEM
Jayne Mansfield (Bryn Mawr, Pensilvânia, 19 de abril de 1933 – U.S. Route 90, perto de Slidell, Luisiana, 29 de junho de 1967) foi uma atriz estadunidense de cinema e teatro.
Morreu aos 34 anos de idade
BIOGRAFIA
Uma das principais símbolos sexuais das décadas de 1950 e 1960, Mansfield chamou primeiro a atenção do público ao se tornar a playmate da edição de fevereiro de 1955 da Playboy. Vencedora de um prêmio Globo de Ouro, estrelou em várias produções de Hollywood que enfatizavam o seu lado sensual. Se tornou, de fato, a primeira atriz a aparecer nua em uma produção hollywoodiana (em Promises! Promises! de 1963).
Sua carreira de sucessos de bilheteria foi subitamente interrompida em 1967, aos 34 anos de idade, quando sofreu um acidente de carro durante uma viagem com o namorado Sam Brody e três de seus quatro filhos. Jayne, Brody e o motorista faleceram na hora, mas as crianças, que estavam todas no banco traseiro, ficaram apenas com ferimentos leves.
Jayne, cujo nome real era Vera Jayne Palmer, casou-se três vezes e divorciou-se duas. O primeiro casamento foi com Paul Mansfield, em 1950, aos dezesseis anos de idade. Durante o primeiro ano deste casamento, Mansfield deu à luz sua primeira filha, Jayne Marie Mansfield. Duas semanas antes da atriz falecer, Jayne Marie, então aos dezesseis anos de idade, acusou o namorado da mãe, Sam Brody, de espancá-la. Dois dias depois, sob a acusação de que a mãe incentivava os espancamentos, Jayne Marie foi colocada pela justiça sob a custódia de um tio-avô, W.W. Pigue.
O segundo e talvez mais famoso casamento de Mansfield foi com o fisiculturista e ator Mickey Hargitay. Os dois se casaram em 1958 e se divorciaram 1963 no México, apesar de que o divórcio só foi reconhecido pela justiça estadunidense em 1964. Durante este casamento, Mansfield teve três filhos: Miklós Jeffrey Palmer Hargitay, em 1958; Zoltán Anthony Hargitay, em 1960 e Mariska Magdolina Hargitay, em 1964.
O último casamento de Jane Mansfield foi com Matt Cimber, um diretor italiano, em 1964. O casal se separou em 1965 e pediu divórcio em 1966. Durante este casamento, Mansfield deu à luz seu último filho, Tony Cimber, em 1965.
MORTE
Mansfield morreu em um acidente automobilístico com a idade de 34 anos.
Fonte:Wikipédia
Formatação e pesquisa:HRubiales


Um comentário:

Anônimo disse...

Jayne Mansfield, foi uma superstar, linda, simpática, amável, gentil e muito inteligente. Uma mulher inesquecível, que será eternamente amada, por seus fâns, espalhados pelos quatro cantos do mundo.
Sua lápide em forma de coração, representa uma preferência da homenageada, que tinha em sua residência, vários objetos, em forma de coração, como banheira, piscina, almofadas, sofás, etc e etc. Assim como, representa, ainda, o grande amor de sua família por ela, principalmente, de seu grande amor o fisiculturista-ator Mickey Hargitay, também, o de seus filhos e de seus fans.
Quanto a frase inscrita em seu túmulo, significa: " Nós viveremos para amar você, cada dia mais "
Parabéns, pelo Blog, que é muito bem feito, de bom gôsto, sem nada de morbidez; e que satisfaz a curiosidade dos admiradores destas personalidades, que se interessam por saber onde, eles descansam em paz!
Paulo Ventura (Niterói / Brasil)