“MEMENTO, HOMO, QUIíA PULVIS ES ET IN PULVEREM REVERTERIS. ”



ARTE TUMULAR

Existe um tipo de arte que poucas pessoas conhecem, a chamada arte tumular. Deixando-se de lado o preconceito e a superstição, encontraremos nos cemitérios, trabalhos esculpidos em granito, mármore e bronze de personalidades que marcaram época. É um verdadeiro acervo escultórico e arquitetônico a céu aberto, guardando os restos mortais de muitas personalidades imortais de nossa história, onde a morte se torna um grande espetáculo da vida neste lugar de maravilhosas obras de arte e de grande valor histórico e cultural. Através da representação, a simbologia de saudades, amor, tristeza, nobreza, respeito, inocência, sofrimento, dor, reflexão, arrependimento, dá sentido às vidas passadas. No cemitério, a arte tumular é uma forma de cultura preservada no silencio e que não deverá ser temida, mas sim contempladas.



INICIE A MUSICA

PESQUISAR: COLOQUE O NOME DO PERSONAGEM

20 de dez de 2008

JUAN DOMINGO PERÓN - Arte Tumular - 45 - Cemitério de la Chacarita, Buenos Aires, Argentina.










ARTE TUMULAR
Túmulo em formato de capela, com um grande portal  de bronze com uma cruz latina em relevo no centro. Sobre o portal destaca-se uma placa em bronze com o seu nome.Várias placas comemorativas em bronze estão fixadas nas laterais.
LOCAL: Cemitério de la Chacarita, Buenos Aires, Argentina.
Descrição: Helio Rubiales




PERSONAGEM
Juan Domingo Perón (Lobos, 8 de outubro de 1895 — Buenos Aires, 1 de julho de 1974) foi um militar e político argentino. Foi presidente de seu país de 1946 a 1955 e de 1973 a 1974.
Morreu com 79 anos de idade.

BIOGRAFIA
 Perón casou-se com Aurelia Tizón (falecida de câncer, em 1938) e em segundas núpcias com Eva Perón, mais conhecida como Evita que também faleceu de câncer no útero. Nos anos 60, casou-se uma terceira vez, agora com Maria Estela Martínez, mais conhecida como Isabel Perón, que o sucedeu na presidência da Argentina em 1974.
Seu governo populista era apoiado pela Igreja, pelo Exército e pelo Movimento sindical, e baseava-se num forte nacionalismo, centralizado no poder do Estado. Perón ainda contava com o carisma da primeira-dama, Evita Perón, através de campanhas sociais, o que dava ao Estado um caráter paternalista. Apesar disso, o governo mostrava-se com autoritarismo, punindo de forma severa quem fizesse críticas ao governo.
Ele foi eleito presidente da Argentina em três ocasiões. A primeira foi nas eleições de 24 de fevereiro de 1946, para o período 1946-1952, o segundo a ser reeleito nas eleições de 11 de novembro de 1951, para o período 1952-1958, o qual não chegou a completar devido a um golpe militar que o derrubou em 16 de Setembro de 1955. Finalmente, após 18 anos de exílio, ele retornou ao país e foi eleito presidente pela terceira vez em 23 de setembro de 1973, para o período 1973-1977
MORTE
Ele morreu em 1 º de julho de 1974, no exercício da Presidência e sucedido por sua viúva Maria Estela Martínez de Perón, que foi eleito como Vice Presidente.
Fonte: pt.wikipedia.org
Formatação e pesquisa: Helio Rubiales


Nenhum comentário: