“MEMENTO, HOMO, QUIíA PULVIS ES ET IN PULVEREM REVERTERIS. ”



ARTE TUMULAR

Existe um tipo de arte que poucas pessoas conhecem, a chamada arte tumular. Deixando-se de lado o preconceito e a superstição, encontraremos nos cemitérios, trabalhos esculpidos em granito, mármore e bronze de personalidades que marcaram época. É um verdadeiro acervo escultórico e arquitetônico a céu aberto, guardando os restos mortais de muitas personalidades imortais de nossa história, onde a morte se torna um grande espetáculo da vida neste lugar de maravilhosas obras de arte e de grande valor histórico e cultural. Através da representação, a simbologia de saudades, amor, tristeza, nobreza, respeito, inocência, sofrimento, dor, reflexão, arrependimento, dá sentido às vidas passadas. No cemitério, a arte tumular é uma forma de cultura preservada no silencio e que não deverá ser temida, mas sim contempladas.



INICIE A MUSICA

PESQUISAR: COLOQUE O NOME DO PERSONAGEM

26 de ago de 2013

SÃO LOURENÇO - Arte Tumular - 842 - Basílica de São Lourenço Fora de Muros, Roma, Itália




Foi sepultado no cemitério de Ciriaca, em Agro Verão, sobre a Via Tiburtina. Constantino ergueu a primeira capela no local que ocupa atualmente a igreja de São Lourenço extramuros, a qual é a quinta basílica patriarcal de Roma.
A basílica de São Lourenço Fora de Muros (em italiano, San Lorenzo fuori le Mura)O terreno onde hoje está situada a basílica atual foi inicialmente utilizado para a construção de um pequeno oratório por Constantino I. O imperador o erigiu sobre o local onde acreditava-se que São Lourenço havia sido executado. Na década de 580, o Papa Pelágio II encomendou a construção de uma igreja sobre o local, em honra ao mártir. No século XIII, o Papa Honório III iniciou a construção de uma outra igreja na frente da estrutura mais antiga. Essa nova igreja foi adornada com afrescos ilustrando as vidas de São Lourenço e do primeiro diácono martirizado, Santo Estêvão, que está enterrado junto a São Lourenço no confessionário sob o altar principal. Ambas as estruturas foram reunidas como parte de um programa de reurbanização. Escavações revelaram várias outras criptas, encontradas abaixo do nível da rua. O papa Hilário está enterrado numa delas. A Basílica de São Lourenço Fora de Muros foi sede do Patriarcado Latino de Jerusalém, de 1374 a 1847. Em 1943, durante a Segunda Guerra Mundial, a igreja foi bombardeada por forças aliadas. A restauração foi concluída em 1948, e foram removidas algumas adições feitas no século XIX. Os afrescos da fachada, porém, foram perdidos.

 PERSONAGEM
Lourenço de Huesca ou São Lourenço (Huesca ou Valência, Espanha, 225? — Roma, 10 de agosto de 258) foi um mártir católico e um dos sete primeiros diáconos (guardiões do tesouro da Igreja) da Igreja Cristã, sediada em Roma. O cargo de diácono era de grande responsabilidade, pois consistia no cuidado dos bens da Igreja e a distribuição de esmolas aos pobres.
Morreu aos 33 anos (?)
SINOPSE BIBLIOGRÁFICA
No ano 257, o imperador romano Valeriano decretou a perseguição aos cristãos e, ao ano seguinte, foi detido e decapitado o Papa Sisto II. Segundo as tradições, quando o Papa São Sisto se dirigia ao local da execução, São Lourenço ia junto a ele e chorava. "aonde vai sem seu diácono, meu pai?", perguntava-lhe. O Pontífice respondeu: "Não pense que te abandono, meu filho, pois dentro de três dias me seguirá". Após a execução do Papa, o imperador ameaçou a Igreja para entregar as suas riquezas no prazo de 3 dias. Passados três dias, São Lourenço levou as pessoas que foram auxiliadas pela Igreja e os fiéis cristãos diante do imperador. Depois, exclamou a seguinte frase que lhe valeu a morte: "Estes são o patrimônio (riquezas) da Igreja".
MORTE
 O imperador, furioso e indignado, mandou prendê-lo, e ser queimado vivo sobre um braseiro ardente, por cima de uma grelha. A tradição católica diz que o santo conservou seu bom humor mesmo enquanto era executado, dizendo aos que o queimavam: "podem me virar agora, pois este lado já está bem assado". Tornou-se um mártir cristão e é considerado um servo fiel da Igreja. Santo Agostinho diz que o grande desejo que tinha São Lourenço de unir-se a Cristo fez com que esquecesse as exigências da tortura. Também afirma que Deus obrou muitos milagres em Roma por intercessão de São Lourenço. Este santo foi, desde o século IV, um dos mártires mais venerados e seu nome aparece no cânone da missa.
Em todo o mundo cristão, existem muitas igrejas dedicadas a este santo. Geralmente, as estátuas dele apresentam uma grelha (o instrumento que lhe causou a morte) e uma Bíblia nas suas mãos. É comemorado no dia 10 de Agosto.
Fonte: pt.wikipédia.org
Formatação e pesquisa: Helio Rubiales

Nenhum comentário: