“MEMENTO, HOMO, QUIíA PULVIS ES ET IN PULVEREM REVERTERIS. ”



ARTE TUMULAR

Existe um tipo de arte que poucas pessoas conhecem, a chamada arte tumular. Deixando-se de lado o preconceito e a superstição, encontraremos nos cemitérios, trabalhos esculpidos em granito, mármore e bronze de personalidades que marcaram época. É um verdadeiro acervo escultórico e arquitetônico a céu aberto, guardando os restos mortais de muitas personalidades imortais de nossa história, onde a morte se torna um grande espetáculo da vida neste lugar de maravilhosas obras de arte e de grande valor histórico e cultural. Através da representação, a simbologia de saudades, amor, tristeza, nobreza, respeito, inocência, sofrimento, dor, reflexão, arrependimento, dá sentido às vidas passadas. No cemitério, a arte tumular é uma forma de cultura preservada no silencio e que não deverá ser temida, mas sim contempladas.



INICIE A MUSICA

PESQUISAR: COLOQUE O NOME DO PERSONAGEM

3 de set de 2012

MICHAEL CLARKE DUNCAN - Arte Tumular - 805












ARTE TUMULAR
Placa de mármore com o seu nome gravado

Local: Forest Lawn Memorial Park (Hollywood Hills) Los Angeles Los Angeles County California, USA Plot: Courts of Remembrance section, Sanctuary of Treasured Love, Wall Crypt 2949
Fotos: Lisa Burks
Descrição tumular: Helio Rubiales


PERSONAGEM
Michael Clarke Duncan (Chicago, 10 de Dezembro de 1957 — Los Angeles, 3 de setembro de 2012) foi um ator norte-americano.
Morreu aos 54 anos de idade
SINOPSE BIBLIOGRÁFICA
O INÍCIO DA CARREIRA
Antes de se tornar ator, Michael Clarke Duncan foi segurança de alguns astros de Hollywood como Will Smith e Martin Lawrence. Profissão que foi lhe rendendo pequenos papéis em filmes e seriados. Seu primeiro filme foi Fryday em 1995, porém o papel foi tão pequeno que ele sequer foi incluído nos créditos finais.
O PRIMEIRO FILME DESTAQUE
As coisas começaram a mudar para Michael Clarke Duncan em 1998, com Armageddon, filme em que ele despertou a atenção de produtores e inclusive do astro do filme, Bruce Willis. E foi exatamente Bruce Willis que em uma conversa com o diretor e produtor Frank Darabont, indicou Michael para o que viria a ser o papel de maior destaque em sua carreira, John Coffey em The Green Mile.
DEPOIS DE THE GREEN MILE
Após o sucesso em The Green Mile (À Espera de um Milagre), Michael vinha aparecendo com freqüência nos cinemas em diversos filmes. No ano 2000, voltou a atuar com Bruce Willis em The Whole Nine Yards (Meu Vizinho Mafioso), participou Também de Planet of the Apes (Planeta dos Macacos), See Spot Run (Spot - Um Cão da Pesada), The Scorpion King (O Escorpião Rei), Daredevil (Demolidor - O Homem Sem Medo), Pursued (Perseguição), Sin City (Sin City - A Cidade do Pecado), The Island (A Ilha), Talladega Nights: The Ballad of Ricky Bobby, (Ricky Bobby - A Toda Velocidade) e School for Scoundrels (Escola de Idiotas).
DUBLAGENS
Em 2001 Mike fez a voz de Sam em Cats & Dogs (Como Cães e Gatos), dois anos mais tarde foi a vez de Tug em Brother Bear (Irmão Urso), em 2006 voltou a fazer a voz de Tug em Brother Bear 2 (Irmão Urso 2). No ano de 2007 fez a voz do Titã Atlas no jogo God of War II. Em 2011 fez a voz do alienígena Kilowog em Lanterna Verde. A voz da cinderela A voz da Britney Spears no filme I love rock'roll
MORTE
No dia 3 de setembro de 2012 o ator faleceu devido a problemas cardíacos. Em julho do mesmo ano, Michael havia sofrido um infarto, e estava internado em estado grave..
Fonte: pt.wikipedia.org
Formatação: Helio Rubiales

Nenhum comentário: