“MEMENTO, HOMO, QUIíA PULVIS ES ET IN PULVEREM REVERTERIS. ”



ARTE TUMULAR

Existe um tipo de arte que poucas pessoas conhecem, a chamada arte tumular. Deixando-se de lado o preconceito e a superstição, encontraremos nos cemitérios, trabalhos esculpidos em granito, mármore e bronze de personalidades que marcaram época. É um verdadeiro acervo escultórico e arquitetônico a céu aberto, guardando os restos mortais de muitas personalidades imortais de nossa história, onde a morte se torna um grande espetáculo da vida neste lugar de maravilhosas obras de arte e de grande valor histórico e cultural. Através da representação, a simbologia de saudades, amor, tristeza, nobreza, respeito, inocência, sofrimento, dor, reflexão, arrependimento, dá sentido às vidas passadas. No cemitério, a arte tumular é uma forma de cultura preservada no silencio e que não deverá ser temida, mas sim contempladas.



INICIE A MUSICA

PESQUISAR: COLOQUE O NOME DO PERSONAGEM

30 de jan de 2012

DOMENICO MODUGNO - Arte Tumular - 705 - Cimitero Flaminio ,Rome,Lazio, Italy




ARTE TUMULAR


Local: Cimitero Flaminio ,Rome,Lazio, Italy
Fotos: FG
Descrição: Helio Rubiales

PERSONAGEM
Domenico Modugno (Polignano a Mare, 9 de Janeiro de 1928 — Lampedusa, 6 de Agosto de 1994) foi um dos mais importantes cantores italianos do século XX.
Morreu aos 66 anos de idade.
SINOPSE BIBLIOGRÁFICA
Desde jovem que queria tornar-se ator. Depois de cumprir o serviço militar, frequentou uma escola de atores e mais tarde surgiu em vários filmes. Depois de entrar no filme Il Mantello Rosso tornou-se cantor.
Modugno tornou-se popular nos Estados Unidos e um pouco por todo o mundo sobretudo na década de 1950. A sua canção "Nel blu dipinto di blu" que participou no Festival Eurovisão da Canção (1958) foi um enorme sucesso em todo o mundo e nos Estados Unidos recebeu mesmo dois Prémios Emmy e ficou conhecida como Volare. Esta canção tornou-se um marco da música italiana da época, sendo conhecida em todo o mundo. Neste mesmo ano, Modugno venceu três prêmios Grammy, com a canção do ano, melhor interpretação masculina e melhor disco. Com todas essas vitórias, Domenico tornou-se o protagonista mundial dos espetáculos teatrais, filmes e programas de televisão.Esta canção voltou a ser um êxito nos finais da década de 1980, graças à banda Gipsy Kings.
Em 1960 foi acusado de plagiar uma compositor ópera, mas foi ilibado dessa acusação.
Modugno venceu o Festival de San Remo quatro vezes e participou duas vezes no Festival Eurovisão da Canção em 1959 e 1966.
Em 1986, Modugno entrou na arena política como membro do Partido Radical italiano e foi eleito deputado para Turim , em junho de 1987. Nesta última etapa de sua vida, ele era ativo em questões sociais, lutando contra as condições desumanas dos pacientes no Agrigento hospital psiquiátrico.
MORTE
Domenico Modugno morreu de um ataque cardíaco em Lampedusa , Itália , em agosto de 1994 em sua casa junto ao mar. Seu filho Massimo está seguindo seus passos como um cantor de sucesso.
Fonte: en.wikipedia.org
Formatação: Helio Rubiales

Um comentário:

Flaminia Flammini disse...

eModugno, Mimmo, foi e será um cantor que sentia o que cantava. Amava cada letra de uma canção...
Saudades! Flaminia Flammini