“MEMENTO, HOMO, QUIíA PULVIS ES ET IN PULVEREM REVERTERIS. ”



ARTE TUMULAR

Existe um tipo de arte que poucas pessoas conhecem, a chamada arte tumular. Deixando-se de lado o preconceito e a superstição, encontraremos nos cemitérios, trabalhos esculpidos em granito, mármore e bronze de personalidades que marcaram época. É um verdadeiro acervo escultórico e arquitetônico a céu aberto, guardando os restos mortais de muitas personalidades imortais de nossa história, onde a morte se torna um grande espetáculo da vida neste lugar de maravilhosas obras de arte e de grande valor histórico e cultural. Através da representação, a simbologia de saudades, amor, tristeza, nobreza, respeito, inocência, sofrimento, dor, reflexão, arrependimento, dá sentido às vidas passadas. No cemitério, a arte tumular é uma forma de cultura preservada no silencio e que não deverá ser temida, mas sim contempladas.



INICIE A MUSICA

PESQUISAR: COLOQUE O NOME DO PERSONAGEM

7 de mai de 2011

PAPA JÚLIO II - Arte Tumular - 484 - San Pietro in Vincoli, Roma, Itália









Precedido por
Pio III
Emblem of the Papacy.svg
Papa

216.º
Sucedido por
Leão X








Vista frontal
Vista frontal
Moisés ladeado por Rachel e Leah
Moises
Detalhe
Rachel
Leah
ARTE TUMULAR

Por volta de 1505, a pedido do Papa Julius della Rovere (Júlio II – 1503-1513), Michelangelo foi a Roma e se encarregou de construir no prazo de cinco anos um túmulo para o Papa. No projeto inicial prévia um construção faraônica de um monumento de 7 metros de largura, 11 metros de profundidade e 8 metros de altura, em posição livre e conter uma cripta funerária oval e ornamentada com 40 esculturas em tamanho natural.

Primeiro projeto

Outros projetos

De acordo com o plano iconográfico estabelecido, seria um resumo do mundo cristão a composição seria a seguinte: o nível mais baixo seria dedicado ao homem, o nível médio para os frofetas e santos, e o nível superior o juízo final (superandos os níveis inferiores). Na cúpula do monumento haveriam dois anjos levando o Papa para fora de seu túmulo no dia do juízo final. Michelangelo, com a promessa do Papa de pagar 10.000 ducados, uma soma de dinheiro astronômica na época. Começou imediatamente a preparação eprojeto para tal empreitada, chegando a projetar cerca de seis estilos diferentes para o monumento.


Devido a mudanças administrativas do Papa, resolveu restaurar a Catedral de São Pedro. Desse modo, Michelangelo foi obrigado a fazer outras empreitadas, inicialmente em Bolonha e em seguida em Roma, no teto da Capela Sistina. Após a morte do Papa em 1513, os herdeiros e Michelangelo chegaram a um novo acordo sobre a construção do túmulo, isto é, foi reduzido o seu tamanho e seria encostado na parede (como o dos Médici). Depois de de várias outras alterações e simplificações a tumba foi finalmente concluída em 1545, em San Pietro in Vincoli em Roma. Desta forma passaram-se 40 anos desde a concepção do projeto até a sua conclusão. O monumento é um cenotáfio, isto é, um monumento erguido à memória de um morto, mas que não encerra seu corpo. Os restos mortais do Papa se encontra sepultado no solo em frente ao Monumento ao Papa Clemente X , e uma simples lápide de mármore assinala o local.

DESCRIÇÃO

Na monumental construção em mármore de carrara encostada na parede, mantém no nível médio, na parte central,  a magnífica escultura de Moisés com mais de 8 metros de altura, ladeado pelas esculturas de Rachel do lado direito e Leah do lado esquerdo, tendo cada uma mais de 6 metros de altura. No nível inferior, rente ao solo, deveria ter 6 esculturas representando os escravos. Essas esculturas foram levadas para outros locais (4 em Florença e 2 em Paris)

San Pietro in Vincoli
Autor da obra: Michelangelo Buonarroti
Local:  San Pietro in Vincoli, Roma, Itália
Fotos: metmuseum.org, en.wikimmedia.org
Descrição do monumento: Helio Rubiales


PERSONAGEM
Papa Júlio II, nascido Giuliano della Rovere O.F.M. (Savona5 de Dezembro de 1443 -Roma21 de Fevereiro de 1513), foi Papa de 1 de Novembro de 1503 ate à data da sua morte. Era frade franciscano.
Morreu aos 69 anos de idade.
BIOGRAFIA

Era sobrinho do Papa Sisto IV, que o tomou a seu especial cuidado, sendo educado pelos Franciscanos e mais tarde enviado para um convento em La Pérouse para se formar em ciências. Não se crê, no entanto que se tenha juntado à ordem fundada por São Francisco de Assis. Pouco depois do seu tio ser eleito Papa, é nomeado bispo de Carpentras, na França. No mesmo ano é promovido a Cardeal em San Pietro in VincoleRoma. Graças ao tio obteve grande influência, sendo nomeado arcebispo de Avinhão e outras oito dioceses. Como legado papal foi enviado a França em 1480, onde ficou quatro anos. A sua influência cresceu ainda mais durante o pontificado de Inocêncio VIII.
Existia rivalidade entre ele e Rodrigo Borgia. Quando o Papa Inocêncio faleceu em 1492Rodrigo Borgia e Ascanio Sforza fizeram um acordo secreto ficando o primeiro como Papa (Alexandre VI) e conseguindo a eleição com grande maioria no conclave. Giuliano della Rovere refugiou-se na costa italiana, em Ostia, e regressou pouco depois a Paris, onde incitou o Rei Carlos VIII de França a enveredar pela conquista de Nápoles. Acompanhando o rei francês na campanha, entrou com ele em Roma, e moveu forças para promover a convocação de um concílio para investigar a conduta do Papa Alexandre VI. Este último, porém, tinha um dos ministros do rei (Briçonnet) como aliado e evitou a convocação. Quando o Papa faleceu em 1503, Giuliano della Rovere apoiou a eleição do cardeal Piccolomini de Milão, que seria o Papa Pio III, mas este faleceu em pouco mais de um mês devido a doença incurável. Della Rovere usou então as suas capacidades diplomáticas para obter o apoio de César Bórgia e foi eleito com o voto unânime dos cardeais.
PAPADO
Enquanto Papa, Júlio II conseguiu ter rara determinação e coragem para se livrar dos diversos poderes sob os quais se encontrava a autoridade papal existente. Por estratagemas astutos tornou impossível a permanência dos Borgia nos Estados papais. Usou a sua influência para reconciliar as casas dos Orsini e dos Colonna.
Em 1508 forma com Luís XII de França, o imperador Maximiliano e o Rei Fernando de Aragão a Liga de Cambrai contra a República de Veneza. Era conhecido mais pela ambição política e militar e carácter mundano (tinha três filhas) do que como homem de preocupações com a Igreja. Os seus êxitos nesses campos tornam-no num dos mais notáveis, influentes e poderosos homens do seu tempo. Um grande acontecimento do seu pontificado foi a convocação do Quinto Concílio de Latrão.
É também conhecido por ser dos papas que mais fez pela arte e cultura em Roma: em 1506 colocou a primeira pedra da nova Basílica de São Pedro; foi amigo e patrono de BramanteRafael, e Michelangelo. Michelangelo pintou o teto da Capela Sistina para o Papa Júlio II.
Portugal outorgou o Tratado de Tordesilhas, em 1506, depois de receber uma embaixada do rei D. Manuel I liderada por D.Diogo de Sousa, arcebispo de Braga.
Promoveu a criação da Liga Santa em 1511, para tentar expulsar Luís XII de França do norte da Itália.
Recebeu em 1513 mais uma monumental embaixada de D. Manuel, chefiada por Tristão da Cunha, para impressionar o Papa com as riquezas acumuladas. Uma das inúmeras novidades que encantaram os espíritos curiosos das cortes europeias da época terá sido sem dúvida o elefante trazido das Índias, que assumiu, então, um papel preponderante na arte italiana.
Júlio II, comandando exércitos - contrariando as regras da própria Igreja que proibiam o papa de participar de campanhas militares pessoalmente -, conquistou territórios para os Estados Pontifícios, anexando as regiões de Parma, Ferrara e Módena
MORTE
Morreu acometido de peste em fevereiro de 1513. 
Não foi sepultado no túmulo projetado por Michelangelo em San Pietro in Vincoli, que só foi concluído em 1545. Foi sepultado na Basílica de São Pedro, no Vaticano.  Seus restos mortais, juntamente com os de seu tio, o Papa Sisto IV , mais tarde foram profanados durante o Saque de Roma em 1527.Hoje, os restos mortais de ambos se encontram em São Pedro no chão em frente ao monumento ao Papa Clemente X . Uma simples lápide de mármore assinala o local.
Para assistir o vídeo com som, desligue o fundo musical do blog logo no início


Fonte: en.wikkpedia.org
Formatação e pesquisa: Helio Rubiales

Nenhum comentário: