“MEMENTO, HOMO, QUIíA PULVIS ES ET IN PULVEREM REVERTERIS. ”



ARTE TUMULAR

Existe um tipo de arte que poucas pessoas conhecem, a chamada arte tumular. Deixando-se de lado o preconceito e a superstição, encontraremos nos cemitérios, trabalhos esculpidos em granito, mármore e bronze de personalidades que marcaram época. É um verdadeiro acervo escultórico e arquitetônico a céu aberto, guardando os restos mortais de muitas personalidades imortais de nossa história, onde a morte se torna um grande espetáculo da vida neste lugar de maravilhosas obras de arte e de grande valor histórico e cultural. Através da representação, a simbologia de saudades, amor, tristeza, nobreza, respeito, inocência, sofrimento, dor, reflexão, arrependimento, dá sentido às vidas passadas. No cemitério, a arte tumular é uma forma de cultura preservada no silencio e que não deverá ser temida, mas sim contempladas.



INICIE A MUSICA

PESQUISAR: COLOQUE O NOME DO PERSONAGEM

15 de abr de 2010

SAMUEL MORSE - Arte Tumular - 395- Green-Wood Cemetery ,Brooklyn,Kings County,New York, USA




Lápide
ARTE TUMULAR
Suntuoso portal em granito e mármore, constituído por uma sase tumular suportando duas colunas, uma de cada lado, sustentando uma cobertura decorada e beiral trabeculado. Na parte central, entra as duas colunas ergue-se uma construção curva com o nome e datas gravados de Morse. Logo na frente do portal está a lápide tumular no solo, com as suas iniciais gravadas em relevo na rocha.
LOCAL: Green-Wood Cemetery ,Brooklyn,Kings County,New York, USA
Plot: Section 25/32, Lot 57161-69
Fotos: Mike Reed, Jim Tripton e Find s Grave
Descrição Tumular: Hrubiales, Helio Rubiales

PERSONAGEM
Samuel Finley Breese Morse (Charlestown, 27 de abril de 1791 — Nova Iorque, 2 de abril de1872) foi um inventor e pintor de retratos e cenas históricas americanas. Tornou-se mundialmente célebre pela suas invenções: o código morse e o telégrafo com fios.
Morreu aos 80 anos de idade.
BIOGRAFIA
Aos quatro anos de idade, ainda novo, mostrava grande interesse pelo desenho e, aos catorze, ganhava o seu próprio dinheiro fazendo desenhos de seus amigos e pessoas.
Ainda na época de colégio, Morse escreveu uma carta aos pais dizendo que queria se tornar um pintor. Os pais, preocupados com o futuro do filho, preferiram transformá-lo num vendedor de livros. Desse modo, Morse passou a vender livros de dia e a pintar à noite. Ante a persistência do artista, os pais decidiram mandar o filho para Londres para que estudasse artes na Royal Academy.
Ao retornar aos Estados Unidos, casou-se em 1818 e, logo em seguida, vieram os filhos: dois meninos e uma menina. Morse lutava com dificuldades, uma vez que à época não havia muitos interessados em retratos.
Em 1825, após o falecimento da sua esposa, Morse retornou à Europa, levando os seus filhos e uma cunhada.
Em 1826 fundou uma sociedade artística que, em breve, se transformou na Academia Nacional de Desenho. A partir de 1832 ensinou pintura e escultura na Universidade de Nova Iorque, atingindo a fama de excelente retratista.
Homenagem
Ganha notoriedade com a criação do sistema de sinais conhecido como código Morse, que tornou mais eficiente a comunicação por telégrafo.
Monta o primeiro aparelho em 1835. Em 1839 conclui o trabalho de elaboração do código Morse. O sistema utiliza uma combinação de pontos, traços e pausas para transmitir informações por meio de impulsos telegráficos ou visuais. Em 1843 utiliza o sistema para construir a primeira linha telegráfica, que liga Baltimore a Washington.
telegrafo original
No ano seguinte transmite a primeira mensagem: "What hath God wrougth!" (Que obra fez Deus!). Morre rico em Nova York. Sua fortuna deve-se à proliferação de linhas telegráficas nos EUA.
CASAMENTOS
Morse casou-se com Lucretia Pickering Walker em 29 de setembro de 1819, em Concord, New Hampshire . Ela faleceu em 7 de fevereiro de 1825, logo após o nascimento de seu quarto filho (Susan b. 1819, Elizabeth b. 1821, Charles B. 1823, James B. 1825). Sua segunda esposa foi Sarah Elizabeth Griswold. Eles se casaram em 10 de agosto de 1848 em Utica, Nova York e teve quatro filhos (Samuel b. 1849, Cornelia b. 1851, William b. 1853, Edward b. 1857).
MORTE
Morse faleceu em 2 de abril de 1872, 25 dias antes de seu 81o aniversário, em sua casa em 5 22 West Street, New York City , com 80 anos de idade.
Fonte: pt.wikipedia.org
Formatação e Pesquisa: Hrubiales ,Helio Rubiales

Nenhum comentário: