“MEMENTO, HOMO, QUIíA PULVIS ES ET IN PULVEREM REVERTERIS. ”



ARTE TUMULAR

Existe um tipo de arte que poucas pessoas conhecem, a chamada arte tumular. Deixando-se de lado o preconceito e a superstição, encontraremos nos cemitérios, trabalhos esculpidos em granito, mármore e bronze de personalidades que marcaram época. É um verdadeiro acervo escultórico e arquitetônico a céu aberto, guardando os restos mortais de muitas personalidades imortais de nossa história, onde a morte se torna um grande espetáculo da vida neste lugar de maravilhosas obras de arte e de grande valor histórico e cultural. Através da representação, a simbologia de saudades, amor, tristeza, nobreza, respeito, inocência, sofrimento, dor, reflexão, arrependimento, dá sentido às vidas passadas. No cemitério, a arte tumular é uma forma de cultura preservada no silencio e que não deverá ser temida, mas sim contempladas.



INICIE A MUSICA

PESQUISAR: COLOQUE O NOME DO PERSONAGEM

22 de jan de 2010

LEE MARVIN - Arte Tumular - 336 - Arlington National Cemetery ,,Arlington County, Virginia, USA












ARTE TUMULAR
Base tumular em mármore (lápide) com o seu nome e menções de participação como soldado na Segunda Grande Guerra
LOCAL: Arlington National Cemetery ,Arlington,Arlington County, Virginia, USA
Plot: Section 7A, Lot 176, Map Grid U-24
Fotos: Jeffrey A.Mark e Judy Hatcher
Descrição Tumular:HRubiales

PERSONAGEM
Lee Marvin (Nova York, 19 de fevereiro de 1924 — Tucson, 29 de agosto de 1987) foi um ator norte-americano. Conhecido por sua voz rouca, cabelos brancos. Ganhou o Oscar de Melhor Ator por seu duplo papel de Cat Ballou (Dívida de Sangue) em1965.
Morreu aos 63 anos de idade.
BIOGRAFIA
Marvin nasceu na cidade de Nova York, filho de Lamont Waltman Marvin, um executivo de publicidade e de Courtenay Washington Davidge, uma escrirtora de moda e consultora de beleza. Seu pai era descendente direto de Mateus Marvin, Sir., que emigraram da Grande Bentley, Essex, Inglaterra em 1635 e ajudou a fundar Hartford, Connecticut.
Marvin estudou violino quando era jovem. Como um adolescente, Marvin passava finais de semana caçando na inexplorada floresta de Everglades . Ele frequentou St. Leo Preparatory College em St. Leo, Flórida depois de ser expulso de várias escolas por mau comportamento.
Marvin deixou a escola em 1943 para juntar-se à Marinha dos Estados Unidos, na 4a Divisão de Fuzileiros Navais. Ele foi ferido em combate durante uma batalha no Pacífico Sul, onde a maioria do pelotão foram mortos.
CARREIRA NO CINEMA
Estreou como ator teatral off-Broadway no final da década de 1940 na peça Roadside. No cinema, sua estréia foi em 1951, com Agora Estamos Na Marinha.
Em Os Corruptos, de 1953, ele protagonizou uma seqüência que marcou época quando seu personagem joga café fervendo na personagem da atriz Gloria Grahame, desfigurando-lhe o rosto.
Ao interpretar personagens militares, e foram vários, Lee valia-se de sua experiência na Segunda Guerra Mundial, onde foi ferido na coluna e ficou hospitalizado por vários meses. Começou a ganhar papéis de maior destaque com o sucesso obtido pelos westerns que fez com John Wayne no início da década de 1960, O Homem Que Matou O Fascínora e Comancheros.
Ganhou o Oscar de melhor ator em 1965, por Dívida de Sangue, que fez ao lado deJane Fonda. Nesse filme ele faz duplo papel: o do pistoleiro bom, eternamente bêbado e que ajuda a personagem de Fonda, e o pistoleiro mal.
MORTE
Ele morreu aos 63 anos, vitimado por um ataque cardíaco, e estava no terceiro casamento.
Fonte:
pt.wikipdia.org
Formatação e pesquisa:HRubiales


Nenhum comentário: