“MEMENTO, HOMO, QUIíA PULVIS ES ET IN PULVEREM REVERTERIS. ”

''REVERTERE AD LOCVM TVVM'

'Retornarás de onde vieste'


ARTE TUMULAR

Existe um tipo de arte que poucas pessoas conhecem, a chamada arte tumular. Deixando-se de lado o preconceito e a superstição, encontraremos nos cemitérios, trabalhos esculpidos em granito, mármore e bronze de personalidades que marcaram época. É um verdadeiro acervo escultórico e arquitetônico a céu aberto, guardando os restos mortais de muitas personalidades imortais de nossa história, onde a morte se torna um grande espetáculo da vida neste lugar de maravilhosas obras de arte e de grande valor histórico e cultural. Através da representação, a simbologia de saudades, amor, tristeza, nobreza, respeito, inocência, sofrimento, dor, reflexão, arrependimento, dá sentido às vidas passadas. No cemitério, a arte tumular é uma forma de cultura preservada no silencio e que não deverá ser temida, mas sim contempladas.



TRADUTOR

English French German Spain Italian Dutch
Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified
By Ferramentas Blog

PESQUISAR: COLOQUE O NOME DO PERSONAGEM

24 de jul. de 2019

RUTGER HAUER - Arte Tumular - 1467 - Indefinido

Rutger Hauer
Rutger Hauer em 2018
Nome completoRutger Oelsen Hauer
Nascimento23 de janeiro de 1944
BreukelenPaíses Baixos
Morte19 de julho de 2019 (75 anos)
Beetsterzwaag, Países Baixos
OcupaçãoAtor
Atividade1969–2019
CônjugeHeidi Merz (divorciado)
Ineke ten Cate (1985–2019)
Filho(s)1
Página oficial
PERSONAGEM
Rutger Oelsen Hauer (Breukelen, 23 de janeiro de 1944 - 19 de julho de 2019) foi um ator, escritor e ambientalista holandês. Começou a carreira de ator como o protagonista da série de TV holandesa Floris. Ficou mundialmente conhecido com o filme de 1982, Blade Runner, dirigido por Ridley Scott.
Morreu aos 75 anos.


SINOPSE BIBLIOGRÁFICA
Rutger nasceu em 1944, na cidade de Breukelen, província de Utrecht.  Era filho de dois professores de teatro, Teunke e Arend Hauer, tendo uma irmã mais velha e duas mais novas. Em algum momento, a família se mudou para Amsterdã e como os pais eram ocupados com aulas e apresentações, sua irmã mais velha fez muitas vezes o papel de babá dos irmãos. Rutger estudou na escola Waldorf e aos 15 anos começou a trabalhar no porto, esfregando o passadiço de barcos e navios. Também fazia bicos como eletricista e mecânico enquanto terminava o ensino médio à noite. Começou a ter aulas de teatro e atuação na Theaterschool de Amsterdã, precisando parar brevemente para servir como paramédico no Exército Real Holandês.

CARREIRA
Hutger integrava uma trupe de atores amadores já havia 5 anos quando Paul Verhoeven o escalou para o papel do protagonista na série de televisão de 1969, Floris, um drama holandês medieval. O papel o lançou ao estrelato no país e reviveu seu papel na refilmagem alemã de 1975, Floris von Rosemund.

Um novo impulso em sua carreira veio em 1973, novamente por indicação de Verhoeven para Turkish Delight, filme indicado ao Oscar de melhor filme estrangeiro em 1974. Com o sucesso de bilheteria em seu país, sua carreira começou a tomar projeção internacional a partir deste filme. Dois anos depois, Rutger estrearia em um filme de língua inglesa, The Wilby Conspiracy, de 1975, que se passava na África do Sul durante o apartheid. Apesar as críticas favoráveis, Rutger era ignorado pela indústria de Hollywood e por isso seu nome ficou restrito ao cenário holandês por vários anos. Neste período, trabalhou em várias produções, como Katie Tippel (1975), 'Soldier of Orange (1977) com Verhoeven novamente, e Spetters (1980).

Sua estreia no cinema norte-americano aconteceu em 1981, junto de Sylvester Stallone, no filme |Nighthawks, no papel de um terrorista chamado Wulfgar. No ano seguinte fez o seu papel mais famoso, o do androide violento em busca de seu criador, Roy Batty, no filme cult de ficção científica Blade Runner. Rutger improvisou suas falas finais, que eternizaram o monólogo do personagem, lágrimas na chuva, como uma das falas mais icônicas do cinema.[

 “ Eu vi coisas que vocês não imaginariam. Naves de ataque em chamas ao largo de Órion. Eu vi raios-c brilharem na escuridão próximos ao Portal de Tannhäuser. Todos esses momentos se perderão no tempo, como lágrimas na chuva. Hora de morrer. ” 

Por sua atuação de Roy Batty, ele foi indicado ao Saturn Awards de melhor ator coadjuvante. O segundo papel mais conhecido foi como o capitão Navarre, na aventura medieval Ladyhawke (1985), ao lado de Michelle Pfeiffer e Matthew Broderick. No mesmo ano estreou Flesh & Blood, no papel de um mercenário. Em 1986, estreou em The Hitcher. Rutger chegou a ser escalado para o papel de RoboCop, mas o papel ficou com Peter Weller. No mesmo ano estreou em Wanted: Dead or Alive, descendente do personagem de Steve McQueen na série de televisão de mesmo nome. Deixando um pouco de lado os personagens violentos e psicóticos, ele estrelou em 1989 no filme franco-italiano La leggenda del santo bevitore e no mesmo ano trabalhou em Blind Fury (1989). Em 1990, ele voltou à ficção científica em The Blood of Heroes.

Na década de 1990, Rutger ficou conhecido pelos comerciais bem humorados da cerveja Guinness. Quanto ao cinema, ele fez vários filmes de baixo orçamento, ficando conhecido por seu papel no filme "Buffy the Vampire Slayer", de 1992. Trabalhou com Kylie Minogue no videoclip de "On a Night Like This". Rutger também trabalhou em vários filmes britânicos e norte-americanos para a televisão, como Inside the Third Reich, Escape from Sobibor, pelo qual ele recebeu o Golden Globe de melhor ator coadjuvante em minissérie ou filme para televisão, e Amelia Earhart: The Final Flight'. Participou de várias séries de televisão como Merlin (1998), The 10th Kingdom, Smallville, Alias, e Salem's Lot. Em 1999, recebeu o prêmio holandês Rembrandt Award de Melhor Ator do Século.

No filme de 2003, Confissões de uma Mente Perigosa, Rutger interpretou um assassino. No filme de 2005, interpretou o vilão em Sin City - A Cidade do Pecado e depois o executivo das empresas Wayne, em Batman Begins (2005). Interpretou o Conde Drácula, protagonista do filme de 2005 Dracula III: Legacy. Em 2009, apareceu no filme holandês Dazzle, tido como um dos mais relevantes filmes do ano no país. No mesmo ano, trabalhou com o diretor italiano Renzo Martinelli em Barbarossa. Em abril de 2010, foi escalado para trabalhar no filme Grindhouse.

Em 2011, ele interpretou o caçador de vampiros Van Helsing, no filme Dracula 3D, de Dario Argento. Na série de televisão The Last Kingdom, de 2015, ele interpretou Ravn.

Rutger também trabalhou na sexta temporada da série da HBO' True Blood, como o personagem Niall Brigantin. Em 2017, dublou o personagem aniel Lazarski no videogame Observer, que se passa em uma Polônia pós-apocalíptica, criado pelo Bloober Team.[14] Em 2019, dublou o personagem Master Xehanort em Kingdom Hearts III, no lugar de Leonard Nimoy.

VIDA PESSOAL
Rutger Hauer era ambientalista, sendo um dos patrocinadores do Greenpeace e criador de uma ONG chamada Rutger Hauer Starfish Association, dedicada a esclarecer dúvidas e quebrar tabus sobre a SIDA.

Em 2013 foi nomeado Cavaleiro da Ordem do Leão Neerlandês por serviços prestados à dramaturgia.

Rutger foi casado com Heidi Merz, de quem se divorciou. Rutger então se casou com Ineke ten Cate, em 1985, com quem teve uma filha, a atriz Aysha Hauer. Em abril de 2007, ele lançou sua biografia, All Those Moments: Stories of Heroes, Villains, Replicants, and Blade Runners, escrita em parceria com o escritor Patrick Quinlan. No livro ele fala de vários de seus papéis em filmes e séries.Os lucros com as vendas do livro foram todos revertidos para a Rutger Hauer Starfish Association.

MORTE
Rutger Hauer morreu em 19 de julho de 2019, em sua casa em Beetsterzwaag, uma vila no município de Opsterland, no leste da Frísia, nos Países Baixos, seguida de uma breve doença, aos 75 anos. Sua morte só foi divulgada cinco dias depois.

Fonte: pt.wiklipedia.org
Formatação: Helio Rubiales

9 de jul. de 2019

JOÃO GILBERTO - Arte Tumular - 1466 - Cemitério Parque da Colina, Niterói, Rio de Janeiro



CRIADOR DA BOSSA NOVA





Local: Cemitério Parque da Colina, Niterói, Rio de Janeiro
Fotos: internet



João Gilberto
OMC
João Gilberto em show de 1996.
Nome completoJoão Gilberto do Prado Pereira de Oliveira
Conhecido(a) porO Mito
Joãozinho
Nascimento10 de junho de 1931
JuazeiroBahia
Morte6 de julho de 2019 (88 anos)
Rio de JaneiroRJ
Nacionalidadebrasileiro
CônjugeMiúcha
Filho(s)Bebel Gilberto
Ocupaçãomúsico
Carreira musical
Período musical1949–2008
Gênero(s)
Instrumento(s)
Gravadora(s)
Afiliações
Página oficial
www.joaogilberto.com
PERSONAGEM
João Gilberto do Prado Pereira de Oliveira OMC (Juazeiro, 10 de junho de 1931 — Rio de Janeiro, 6 de julho de 2019) foi um cantor, violonista e compositor brasileiro. Considerado um artista genial, revolucionou a música brasileira ao criar uma nova batida de violão com influências do jazz para tocar samba: a "bossa nova".
Morreu aos 88 anos.



SINOPSE BIBLIOGRÁFICA
O jeito suave de cantar também foi visto como inovador. Para a revista Rolling Stone Brasil, foi um dos 30 maiores ícones brasileiros da guitarra e do violão e também o segundo maior artista brasileiro de todos os tempos, seguindo Tom Jobim (também músico e o compositor e arranjador dos maiores sucessos da carreira de João Gilberto).

Desde o lançamento do compacto que continha Chega de Saudade e Bim Bom, munido apenas da voz e do violão, começou uma revolução na música mundial. Dono de uma sonoridade original e moderna, João Gilberto levou a música popular brasileira ao mundo, principalmente para os Estados Unidos, Europa e Japão.

Tido como um dos músicos mais influentes no jazz americano do século XX, ganhou prêmios importantes nos Estados Unidos e na Europa, como o Grammy, em meio à beatlemania.

VIDA
Filho de Joviniano Domingos de Oliveira, um próspero comerciante, e Martinha do Prado Pereira de Oliveira, João, conhecido na época como Joãozinho da Patu, nasceu em Juazeiro, sertão da Bahia, nas margens do rio São Francisco. Lá, viveu até 1942, quando passou a estudar em Aracaju, Sergipe, sempre tocando na banda escolar.

Em 1946, voltou a Juazeiro, onde teve a oportunidade de escutar de Orlando Silva, Dorival Caymmi e Carmen Miranda a Duke Ellington, Tommy Dorsey e Charles Trenet nos alto-falantes da cidade. Teve também contato com música em casa, já que seu Joviniano tocava cavaquinho e saxofone como amador, além de incentivar financeiramente a Banda de Música 22 de Março.

Nessa época, João costumava formar conjuntos vocais com os colegas de escola. Aos sete anos, percebeu um erro na execução da organista da igreja em meio às dezenas de vozes do coro, mostrando, desde a infância, o ouvido privilegiado que possuía. Aos 14 anos, ganhou seu primeiro violão do pai. Ainda em Juazeiro, formou um conjunto vocal chamado Enamorados do Ritmo. Seu maior ídolo na época era Orlando Silva, em quem se espelhava para cantar.

Mudou-se para Salvador em 1947. Durante os três anos vividos na capital baiana, abandonou os estudos para se dedicar exclusivamente à música e iniciou, aos 18 anos, sua carreira artística no cast da Rádio Sociedade da Bahia.

A APRESENTAÇÃO DA BATIDA
Chegando ao Rio de Janeiro em 1957, João, com 26 anos, procurou mostrar sua nova técnica aos músicos e, quem sabe, conseguir gravar. Apresentou-se para vários músicos, intrigando alguns, entre eles Tito Madi e Edinho, do Trio Irakitan, mas encontrou seu caminho ao se apresentar para Roberto Menescal, em história já conhecida e consagrada. Em meio a uma grande festa, Menescal abriu a porta para um sujeito que pedia um violão. Surpreso com o pedido e diante de insistência, Roberto Menescal acabou por levar aquele que era João Gilberto para o quarto. Lá, João apresentou "Bim Bom" e encantou o jovem Menescal, que fugiu da festa dos pais e partiu para uma pequena turnê pelo Rio de Janeiro, apresentando a nova batida para gente como Ronaldo Bôscoli e em lugares como o apartamento de Nara Leão. João explicou algumas de suas novas técnicas a Menescal e Bôscoli: a mão direita tocava acordes, e não notas, produzindo harmonia e ritmo ao mesmo tempo. Além disso, utilizava-se de técnicas de respiração de ioga, o que lhe permitia alongar frases melódicas sem perder o fôlego.

Nessa época, João se apresentou na casa de Chico Pereira, que gravou a apresentação em um gravador Grundig. Essa gravação, adquirida de japoneses por um fã sueco e remasterizada por um engenheiro de som francês, caiu na internet em 2009, causando grande reboliço em blogs dedicados à música e em fãs de bossa nova. Chico ainda ajudou João a se aproximar de Tom Jobim, que trabalhava na gravadora Odeon, para gravar um disco. Ele se encantou principalmente com o violão de João, vendo ali uma oportunidade de modernização do samba, através da simplificação do ritmo e da inclusão de novas harmonias, principalmente algo mais funcional, modalismo, criando liberdade para os arranjos. Entusiasmado, Tom apresentou a João uma nova composição que fizera há um ano com o poeta Vinicius de Moraes, mas que estava encostada, chamada Chega de Saudade.

Existem registros de fitas gravadas de forma amadora também pelo cantor Luís Cláudio. João passou a ficar conhecido no meio musical carioca. Chegou a tocar junto de Severino Filho e Badeco, dos Cariocas, Chaim e João Donato, com quem compôs Minha Saudade, que logo se tornou um standard do período. João tocava regularmente na boate do hotel Plaza, que começou a ser ponto de encontro de músicos. Lá, João tocava junto de Milton Banana, que adequou sua bateria ao estilo de João, tocando baixo, com uma escova e a baqueta no aro da caixa. Tom Jobim era assíduo frequentador da boate, aonde ia para escutar João Gilberto.

MORTE
João Gilberto morreu em 6 de julho de 2019, aos 88 anos de idade, em sua casa no Rio de Janeiro. O músico vinha apresentando problemas de saúde havia alguns anos.[90] O velório aconteceu no Theatro Municipal do Rio de Janeiro e seu corpo foi sepultado no Cemitério Parque da Colina, em Niterói.
Fonte: pt.wikipedia.org
Formatação: Helio Rubiales

30 de jun. de 2019

MEMORIAL SOLDADO DESCONHECIDO DO IRAQUE - Arte Tumular - 1465 - Bagdá - Iraque

IkQ.gif (7115 bytes)





Vista aérea





MONUMENTO

O Monumento ao Soldado Desconhecido foi inspirado pela exaltação de um mártir da guerra Irão-Iraque. O que parece para muitos como um disco voador , representa um escudo tradicional iraquiano .. O monumento também abriga um museu no subsolo. A colina artificial se apresenta como um cone truncado de 250 m de diâmetro. É cercado por vigas inclinadas de seção triangular que são cobertos com mármore.
Granito vermelho no piso. De forma elíptica , a parte interna da cúpula tem esculturas de cubículos dando um aspecto de colmeia. A haste de aço é totalmente coberto com vidro. Painéis fixados em aço inoxidável e exibindo armas e cores da bandeira nacional. A cúpula tem 42 m. de diâmetro e acompanha uma inclinação de 12 graus. É a superfície externa é com cobre, enquanto que a sua superfície interior apresenta um i acabamento e forma piramidal , alternando módulos de aço e cobre. O passeio é coberto por uma superfície semi-circular, plana apoiada sobre um telhado triangular de aço . O telhado está coberto com uma chapa de cobre . Todo o complexo é envolvido por um espelho de água com chafariz
O cubo sob o escudo é feito de sete camadas de metal, para representar os sete níveis do Céu na fé islâmica. Dentro das camadas de metal são folhas de acrílico vermelho, que representa o sangue dos soldados iraquianos mortos. O cubo em si é ligado ao museu subterrâneo por um longo eixo com janelas que permitem que a luz brilhe em cima. Dentro do museu, os visitantes podem olhar-se no limite máximo e ver o cubo com a abertura acima. 
O museu subterrâneo não é iluminado, exceto para a luz que brilha em janelas a partir do acima exposto. Os visitantes devem trazer seus próprios lanternas para ver as numerosas relíquias guerra. 
Visitando o monumento é permitido durante o dia, apesar de visitantes deve pedir permissão ao soldados iraquianos, que guarda o monumento antes de se aproximar do monumento.
LOCAL: Bagdá, Iraque.
Fotos:
Formatação, pesquisa e descrição tumular: Helio Rubiales

29 de jun. de 2019

HERBERT DOW - Arte Tumular - 1464 - Midland City Cemetery Midland, Midland County, Michigan, USA

FUNDADOR DO CONGLOMERADO DOW CHEMICAL




ARTE TUMULAR
Base retangular em granito bruto com o nome da família em relevo na parte central demarca o local. No gramado do cemitério uma placa de granito em relevo com o seu nome e datas.

Local:  Midland City Cemetery Midland, Midland County, Michigan, USA
Fotos: Find a Grave
Descrição tumular: Helio Rubiales

Herbert Henry Dow
HDow1888.jpg
Herbert Dow, fundador da Dow Chemical
Nascermos26 de fevereiro de 1866
Morreu15 de outubro de 1930 (64 anos)
Midland, Michigan , Estados Unidos
Alma materCase School of Applied Science
Conhecido porFundação da Dow Chemical Company
PrêmiosMedalha de Perkin(1930)
Carreira Científica
CamposQuímica
PERSONAGEM
Herbert Henry Dow (26 de fevereiro de 1866 - 15 de outubro de 1930) foi um industrial químico americano nascido no Canadá, mais conhecido como o fundador do conglomerado multinacional americano Dow Chemical . Ele se formou na Case School of Applied Science em Cleveland, Ohio . Ele era um inventor prolífico de processos químicos, compostos e produtos, e era um empresário de sucesso.
Morreu aos 64 anos.


SINOPSE BIBLIOGRÁFICA
Primeiros anos Herbert Henry Dow nasceu em 1866 em Belleville, Ontário , o filho mais velho dos americanos Joseph Henry Dow, inventor e engenheiro mecânico, e sua esposa, Sarah Bunnell, que eram de Derby, Connecticut . Quando o bebê menino tinha seis semanas de idade, a família voltou para sua cidade natal.  Eles se mudaram novamente em 1878, desta vez para Cleveland para seguir o trabalho de Joseph com a Derby Shovel Manufacturing Company.

Depois de se formar no ensino médio em 1884, a Dow se matriculou na Case School of Applied Science (agora conhecida como Case Western Reserve University ). Enquanto esteve no Case, tornou-se membro da fraternidade Phi Kappa Psi . Ele começou a pesquisa especializada na composição química de salmouras em Ohio e áreas próximas. Ele descobriu que as amostras de salmoura de Canton, Ohio e Midland, Michigan, eram muito ricas em bromo , que na época era um ingrediente primordial em medicamentos e era amplamente usado na indústria de filmagem. Após sua graduação na Case em 1888, Dow trabalhou por um ano como professor de química na Huron Street Hospital College, em Cleveland, enquanto continuava sua pesquisa sobre a extração de produtos químicos de salmoura.

CARREIRA E NEGÓCIOS
Carreira de negócios Em 1889, a Dow recebeu sua primeira patente depois de inventar um processo mais econômico e racionalizado para a extração de bromo. Ele rapidamente formou sua própria empresa, mas foi à falência no ano. Seus associados ficaram impressionados com seu trabalho e, em 1890, ajudaram-no a fundar a Midland Chemical Company em Midland, Michigan.  A Dow continuou seu trabalho extraindo bromo e, no início de 1891, inventou o processo da Dow , um método de extração de bromo usando eletrólise para oxidar bromo em bromo.



MORTE
Morte Na época de sua morte, em 15 de outubro de 1930, de cirrose no fígado,  a Dow recebeu pessoalmente mais de 90 patentes.  Dow deixou sua esposa, Grace , e cinco dos seus sete filhos.

Fonte: en.wikipédia.org
Formatação: Helio Rubiales

26 de jun. de 2019

MONUMENTO TUMULO DO SOLDADO DESCONHECIDO GREGO - Arte Tumular - 1463 - Praça Syntagma, em Atenas, Grécia





DESCRIÇÃO TUMULAR
O monumento é formado por um grande nicho onde está um baixo-relevo evocativo mostrando uma figura deitada de soldado grego da antiguidade,  que representam um guerreiro hoplita moribundo. Ao pé está um altar e em ambos os lados diversas inscrições comemorativas.
 Entre as suas inscrições estão citações da Oração Fúnebre de Péricles, como escrito por Tucídides na História da Guerra do Peloponeso: 
'E uma cama é carregada vazia / feita para os desconhecidos'.
O Túmulo do Soldado Desconhecido, (Mnēmeíon Agnostou Stratiotou) homenageia todos aqueles soldados gregos que morreram a serviço do seu país durante sua longa história



GUARDA TUMULAR
O monumento é guardado pelos evzones , membros da guarda presidencial. Vestidos com uma peça de roupa tipo kilt chamada fustanella e vestindo sapatos tradicionais ornamentados com pompons chamados tsarouchia, evzones são selecionados por sua altura e resistência. A cada 15 minutos, os dois evzones ficam em posição de comutação de guarda por meio de uma intrigante coreografia. A mudança da guarda, feita a cada hora, é uma procissão lenta, mas fascinante. 

Local:  Praça Syntagma, em Atenas
Fotos: Wikipedia
Descrição tumular: Helio Rubiales

24 de jun. de 2019

NÉSTOR KIRCHNER - Arte Tumular - 1462 - Cementerio de Río Gallegos (Santa Cruz) Río Gallegos, Departamento de Güer Aike, Santa Cruz, Argentina


PRESIDENTE ARGENTINO

Vista geral



Interior

Vídeo do interior

MAUSOLÉU

O Mausoléu de Néstor Kirchner  foi construído em 2011 , um ano após a morte e funeral do ex-presidente argentino, que governou entre 2003 e 2007 . 
Mede 13 metros de comprimento, 15 metros de largura e 11 metros de altura. 
 Depois de uma porta de madeira, você acessa uma escada em espiral que leva ao primeiro andar. De lá, e olhando através de uma estrutura de vidro circular, você pode ver o caixão do ex-chefe de estado, localizado centralmente no piso térreo, coberto com uma bandeira argentina. 
 Na caixa há também uma camisa Racing, o clube de futebol do qual Kirchner era fã, um rosário, uma flor e os lenços brancos das Mães e Avós da Plaza de Mayo. 
Atrás do caixão, há uma gigantesca cruz de madeira, do lado de fora, o complexo de 65 metros quadrados é completado por um mastro gigante com uma bandeira argentina em chamas e duas chamas votivas. A estrutura triangular que representa a forma do território argentino e uma fonte 

Local:  Cementerio de Río Gallegos (Santa Cruz) Río Gallegos, Departamento de Güer Aike, Santa                Cruz, Argentina
            PLOT President Néstor Carlos Kirchner's Mausoleum
           Coordenadas: 51°38'10.0"S 69°13'17.0"W

Construtor: Lázaro Báez
Fotos: Wikipedia e internet
Fonte: pt.wikipedia.org
Descrição tumular: Helio Rubiales

Néstor Kirchner
54° Presidente da Argentina
Período25 de maio de 2003
até 10 de dezembro de 2007
Vice-presidenteDaniel Scioli
AntecessorEduardo Duhalde
SucessorCristina Kirchner
Primeiro-cavalheiro da Argentina
Período10 de dezembro de 2007
até 27 de outubro de 2010
AntecessorCristina Kirchner
SucessorJuliana Awada Macri
Secretário-geral da União de Nações Sul-Americanas
Período4 de maio de 2010
até 27 de outubro de 2010
AntecessorCargo criado
SucessorMaría Emma Mejía
Presidente do Partido Justicialista
Período11 de novembro de 2009
até 27 de outubro de 2010
AntecessorDaniel Scioli
SucessorDaniel Scioli
Período25 de abril de 2008
até 29 de junho de 2009
AntecessorRamón Ruiz
SucessorDaniel Scioli
Governador de Santa Cruz
Período10 de dezembro de 1991
até 25 de maio de 2003
Vice-governadorEduardo Arnold (1991–1999)
Héctor Icazuriaga (1999–2003)
AntecessorRicardo del Val
SucessorHéctor Icazuriaga
Prefeito de Río Gallegos
Período10 de dezembro de 1987
até 10 de dezembro de 1991
AntecessorJorge Marcelo Cepernic
SucessorAlfredo Anselmo Martínez
Dados pessoais
Nome completoNéstor Carlos Kirchner
Nascimento25 de fevereiro de 1950
Río GallegosSanta CruzArgentina
Morte27 de outubro de 2010 (60 anos)
El Calafate, Santa Cruz, Argentina
Nacionalidadeargentino
Alma materUniversidade Nacional de La Plata
EsposaCristina Fernández (1975 – 2010)
Filhos2
PartidoJusticialista
ProfissãoAdvogado
AssinaturaAssinatura de Néstor Kirchner

PERSONAGEM
Néstor Carlos Kirchner (Pronúncia espanhola: [ˈnestoɾ ˈkaɾlos ˈkiɾʃneɾ]; Río Gallegos, 25 de fevereiro de 1950 — El Calafate, 27 de outubro de 2010) foi um advogado e político argentino, que serviu como presidente de seu país de 2003 a 2007 e governador de Santa Cruz de 1991 a 2003. Ideologicamente peronista e social-democrata, também foi presidente do Partido Justicialista entre 2008 e 2010, e sua abordagem política foi caracterizada como Kirchnerismo.
Morreu aos 60 anos.



SINOPSE BIBLIOGRÁFRICA
Nascido na província de Santa Cruz, Kirchner estudou direito na Universidade Nacional de La Plata. Nesta época, conheceu e se casou com Cristina Fernández, com quem voltou para Río Gallegos após a formatura e abriu um escritório de advocacia. Os comentaristas o criticaram pela falta de ativismo legal durante a Guerra Suja, uma questão que se envolveu como presidente.

Kirchner concorreu para prefeito de Río Gallegos em 1987 e para governador de Santa Cruz em 1991. Foi reeleito governador em 1995 e 1999 devido a uma alteração da constituição provincial.

Kirchner tomou partido do governador da província de Buenos Aires, Eduardo Duhalde, contra o presidente Carlos Menem. Embora Duhalde tenha perdido a eleição presidencial de 1999, ele foi nomeado presidente pelo Congresso quando os presidentes anteriores Fernando de la Rúa e Adolfo Rodríguez Saá renunciaram em meio aos protestos de dezembro de 2001.

Duhalde sugeriu que Kirchner concorresse à presidência em 2003, com o objetivo de evitar o retorno de Menem ao cargo. Menem ganhou uma pluralidade de votos no primeiro turno da eleição presidencial, mas, temendo que perderia no turno, abandou a disputa, fazendo com que Kirchner se tornasse presidente.
Kirchner assumiu o cargo em 25 de maio de 2003.

Roberto Lavagna, creditado pela recuperação econômica durante a presidência de Duhalde, foi retido como ministro da Economia e continuou suas políticas econômicas. A Argentina negociou uma permuta para sua dívida nacional e reembolsou o Fundo Monetário Internacional. O Instituto Nacional de Estatística e Censos da Argentina interveio para subestimar a crescente inflação. Vários juízes da Suprema Corte demitiram-se enquanto temiam o impeachment e novos juízes foram nomeados.

A anistia por crimes cometidos durante a Guerra Suja na aplicação das leis de Ponto Final e Obediência Devida e os indultos presidenciais foram revogados e declarados inconstitucionais. Isso levou a novos julgamentos para os militares que serviram durante a década de 1970.

A Argentina aumentou sua integração com outros países latino-americanos, interrompendo seu alinhamento automático com os Estados Unidos, como ocorrido na década de 1990. As eleições de meio de mandato de 2005 foram uma vitória para Kirchner e sinalizaram o fim da supremacia de Duhalde na província de Buenos Aires.

Em vez de tentar a reeleição, Kirchner se afastou em 2007 em apoio à sua esposa, que foi eleita presidente. Ele participou da fracassada Operação Emmanuel para libertar reféns das FARC e foi derrotado por pouco nas eleições de meio de mandato de 2009 para a Câmara dos Deputados na Província de Buenos Aires.

Kirchner foi nomeado secretário-geral da UNASUL em 2010. Ele e sua esposa estiveram envolvidos (diretamente ou por meio de seus assessores próximos) no escândalo político conhecido como "Rota do Dinheiro K".

MORTE
Kirchner morreu em 27 de outubro de 2010, aos 60 anos de idade. Era um feriado nacional para o Instituto Nacional de Estatística e Censos da Argentina realizar um censo, então ele estava em sua casa em El Calafate. Após uma parada cardíaca, Kirchner foi apressadamente levado para um hospital local e foi declarado morto às 9:15 da manhã. Ele havia sido submetido a dois procedimentos médicos naquele ano: uma cirurgia em sua artéria carótida direita em fevereiro e uma angioplastia em setembro. Sua morte foi uma surpresa para a população argentina, a quem Kirchner sempre ilustrou seus problemas cardíacos como não muito graves. O corpo foi levado para a Casa Rosada, a sede da presidência, para um funeral de Estado, e três dias de luto nacional foram declarados. Milhares de pessoas compareceram ao funeral, apesar das fortes chuvas. De acordo com relatos da mídia, mil pessoas por hora entraram na Casa Rosada em grupos de cem a 150. Cristina Kirchner, vestida de luto, estava ao lado do caixão. As pessoas trouxeram velas, bandeiras e flores, algumas das quais Cristina aceitou pessoalmente. A morte de Kirchner provocou reações internacionais momentos depois que foi anunciada, com o Brasil e a Venezuela também declarando três dias de luto nacional. O presidente colombiano Juan Manuel Santos e a Organização dos Estados Americanos declararam um momento de silêncio, e o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, enviou suas condolências. Os participantes do funeral de Kirchner incluíram Chávez e Lula.

Fonte: pt.wikipedia.org
Formatação: Helio Rubiales

23 de jun. de 2019

PETER LAWFORD - Arte Tumular - 1461 - Westwood Memorial Park Los Angeles, Los Angeles County, California, USA

ATOR MEMBRO DO RAT PACK




ARTE TUMULAR
Cenotáfio, placa de bronze com o seu nome e datas

Local: * Westwood Memorial Park Los Angeles, Los Angeles County, California, USA
           * This is the original burial site
Fotos: Find a Grave
Descrição tumular> Helio Rubiales


Peter Lawford
Peter Lawford em 1955.
Nome completoPeter Sydney Ernest Aylen
Nascimento07 de setembro de 1923
LondresInglaterraReino Unido
Nacionalidade Reino Unido
Morte24 de dezembro de 1984 (61 anos)
Los AngelesCalifórniaEstados Unidos
OcupaçãoAtorprodutor de cinema
Atividade1930 - 1983
CônjugePatricia Kennedy Lawford (1954-1966 divorciado)
Mary Rowan (1971-1975 divorciado)
Deborah Gould (1976-1977 divorciado)
Patricia Seaton (1984-1984)
IMDb(inglês)
PERSONAGEM
 Peter Lawford cujo nome verdadeiro era Peter Sydney Ernest Aylen (Londres, 7 de setembro de 1923 — Los Angeles, 24 de dezembro de 1984) foi um ator norte-americano, nascido na Inglaterra.
Morreu aos 61 anos.



SINOPSE BIBLIOGRÁFICA
Aos sete anos fez sua primeira aparição no cinema em Poor Old Bill. Aos treze anos conhece Hollywood e consegue o papel de um dos seis garotos em Lord Jeff. Seu pai era oficial britânico e a família vivia em constantes viagens. Isso o afastaria de novas oportunidades no cinema e, com a chegada da Segunda Guerra Mundial, foi trabalhar como qualquer rapaz de classe média.

 O fascínio pelo cinema o fez voltar a Hollywood em fins de 1940, onde. em 1942, participou de White Cliffs of Dover, da Metro. Contratado pelo estúdio, fez vários filmes de sucesso a partir de 1944. Ele se desligou da companhia em 1951 e foi fazer televisão.
Atuou em mais de 60 filmes
Por sua contribuição para a indústria televisiva, Peter Lawford tem uma estrela na Calçada da Fama de Hollywood, localizada na 6920 Hollywood Blvd.

CASAMENTOS
Em 1954 casou com Patricia Kennedy Lawford, irmã do futuro presidente dos Estados Unidos, John Kennedy, com quem teve quatro filhos e de quem se divorciou em 1966. Lawford se casou novamente em 1971, com a dançarina Mary Rowan e, em 1976, com Deborah Gould. Patricia Seaton foi sua quarta esposa, e com ela se casou em julho de 1984 e viveu até a sua morte em dezembro do mesmo ano.

FRANK SINATRA E O RAT PACK


Membros do " Rat Pack ", LR: Frank Sinatra , Dean Martin , Sammy Davis Jr. , Lawford e Joey Bishop 

Em 1959, Sinatra convidou Lawford para se juntar ao " Rat Pack " e também conseguiu um papel em Never So Few (1959). Peter Lawford e Sinatra apareceram em Oceans 11 (1960). Lawford foi informado pela primeira vez sobre a história básica do filme do diretor Gilbert Kay, que ouviu a ideia de um atendente de posto de gasolina. Lawford eventualmente comprou os direitos em 1958, imaginando William Holden na liderança.  Sinatra se interessou pela ideia, e vários escritores trabalharam no projeto. Lawford interpretou um soldado britânico no aclamado drama Exodus (1960), dirigido por Israel, para Otto Preminger e fez uma participação especial em Pepe (1960). Em 1960, tornou-se cidadão americano e ajudou nas eleições presidenciais bem-sucedidas de seu cunhado.  Ele fez um remake de TV de The Farmer's Daughter (1962) com Lee Remick e se reuniu com o Rat Pack em Sargentos 3 (1962). Lawford desempenhou um senador em Advise & Consent (1962) para Preminger e foi Lord Lovat em The Longest Day (1962), um filme de guerra com um elenco repleto de estrelas.

MORTE
Lawford morreu no Centro Médico Cedars-Sinai, em Los Angeles, na véspera de Natal de 1984, aos 61 anos, vítima de parada cardíaca. Ele sofria de insuficiência renal e hepática após anos de abuso de substâncias.  Seu corpo foi cremado e suas cinzas foram enterradas no Cemitério Westwood Village Memorial Park .  Devido a uma disputa entre sua viúva e o cemitério, as cinzas de Lawford foram removidas do cemitério em 1988 e espalhadas no Oceano Pacífico ao largo da costa da Califórnia por sua viúva Patricia Seaton Lawford, que convidou o tablóide National Enquirer a fotografar evento.  Uma placa com o nome de Lawford foi erguida no Westwood Village Memorial Park

Fonte: pt.wikipedia.org
Formatação: Helio Rubiales