“MEMENTO, HOMO, QUIíA PULVIS ES ET IN PULVEREM REVERTERIS. ”



ARTE TUMULAR

Existe um tipo de arte que poucas pessoas conhecem, a chamada arte tumular. Deixando-se de lado o preconceito e a superstição, encontraremos nos cemitérios, trabalhos esculpidos em granito, mármore e bronze de personalidades que marcaram época. É um verdadeiro acervo escultórico e arquitetônico a céu aberto, guardando os restos mortais de muitas personalidades imortais de nossa história, onde a morte se torna um grande espetáculo da vida neste lugar de maravilhosas obras de arte e de grande valor histórico e cultural. Através da representação, a simbologia de saudades, amor, tristeza, nobreza, respeito, inocência, sofrimento, dor, reflexão, arrependimento, dá sentido às vidas passadas. No cemitério, a arte tumular é uma forma de cultura preservada no silencio e que não deverá ser temida, mas sim contempladas.



INICIE A MUSICA

PESQUISAR: COLOQUE O NOME DO PERSONAGEM

12 de out de 2011

TOMMY DORSEY - Arte Tumular - 642 - : Kensico Cemetery ,Valhalla, Westchester County, New York, USA





ARTE TUMULAR
Base tumular em mármore com o seu nome e datas gravados. Destaca-se gravado na lápide um trompete com uma partitura homenageando o músico.

Local: Kensico Cemetery ,Valhalla, Westchester County, New York, USA
Plot: Uncas Sec. 41
Fotos: Jerry Jingles e Jim Tripto
Descrição tumular: Helio Rubiales
PERSONAGEM
Thomas Francis "Tommy" Dorsey (Shenandoah, 19 de novembro de 1905 – 26 de novembro de 1956) foi um trombonista, trompetista, compositor e maestro americano.
Morreu aos 51 anos de idade.
SINOPSE
Embora esteja em segundo lugar, em qualquer momento dado, em relação a Benny Goodman, Artie Shaw, Glenn Miller ou Harry James, Tommy Dorsey foi, em geral, o maestro americano mais popular da era do suingue, que durou de 1935 a 1945. Apelidado de “o cavalheiro sentimental do suingue”, ele combinava com êxito os diferentes aspectos do suingue. Sua maneira notavelmente melódica de tocar trombone era o som de assinatura de sua orquestra, mas ele mesclava com sucesso os estilos diferentes de suingue com um misto de baladas e canções novas. Sua banda foi formada por grandes músicos do jazz (incluindo Bunny Berigan, Ziggy Elman, Pee Wee Erwin, Max Kaminsky, Buddy Rich, Charlie Shavers e Dave Tough), arranjadores (incluindo Sy Oliver e Paul Weston) e cantores (incluindo Frank Sinatra e Jo Stafford), a qual viria a definir a música popular americana no fim dos anos 1940 e início dos anos 1950. Ele foi o artista mais vendido da história da RCA Victor Records, uma das maiores gravadoras do mundo, até a chegada de Elvis Presley, o qual se apresentou nacionalmente pela primeira vez no programa de televisão que Dorsey apresentava com seu irmão Jimmy Dorsey.
MORTE
Sedado com pílulas para dormir após uma refeição pesada, Dorsey engasgou-se acidentalmente até falecer, aos 51 anos. Seu irmão regeu a banda brevemente depois, vindo a falecer, porém, um ano mais tarde. Todavia, a Tommy Dorsey Orchestra continuou a gravar e a se apresentar, e, sob a direção de Warren Covington, lançou o último sucesso de vendas em novembro de 1958, com “Tea for Two Cha Cha”.
Fonte pt.wikipedia.orgh
Formatação: Helio Rubiales

Nenhum comentário: